Por que mulheres são confusas?



O Que As Mulheres Querem Dizer Quando Falam...

ACHA QUE EU FICO GORDA COM ESSE VESTIDO?
Faz tempo que a gente nao tem uma boa briga.

E SE A GENTE SE TORNASSE APENAS AMIGOS?
Esqueça!!! Eu jamais vou permitir que voce toque novamente qualquer
parte do meu corpo

EU APENAS PRECISO DO MEU PROPRIO ESPACO!
Com voce fora dele!!!!

TUDO BEM... PIZZA E UMA BOA.
Seu conquistador barato e vulgar.

EU APENAS NAO ESTOU QUERENDO UM COMPROMISSO AGORA.
E isto se aplica especialmente a voce.

EU NAO SEI... DIZ VOCE, O QUE VOCE QUER FAZER.
Nao posso acreditar que voce nao pensou no que Vamos fazer!!!

EU GOSTO DE VOCE... MAS...
Eu nao gosto de voce.

NOS ESTAMOS INDO RAPIDO DEMAIS.
Eu nao vou dormir com voce antes de saber se aquele bonitao ja esta
acompanhado.

ESTOU QUASE PRONTA, SO MAIS UM MINUTINHO.
Eu ja estou pronta, mas vou te fazer esperar por que ... bem, eu sei que
vou.

NAO, NAO... EU PAGO A MINHA PARTE.
Estou apenas sendo gentil, nem pensar que vou entrar nessa.

EXATAMENTE, COLOCA BEM AQUI.
Eu nao tenho a menor ideia
de onde vai ficar... este e apenas um lugar para
comecar.
Fonte.




Que mulheres são absurdamente confusas, todo mundo sabe. O tempo todo falando contradições, o tempo todo se vitimizando, nos colocando em enrascadas quando perguntam "estou gorda?". Nos contam mentiras como o romantismo e a suposta fragilidade feminina. 

Eu sei que a natureza feminina, em si, é confusa. O que muita gente não sabe é que toda a confusão feminina é proposital!

Sim, elas não confundem por causa de sua natureza pura e simples! Elas, realmente, têm a intenção de confundir! A confusão é a maior arma delas! Elas conseguem, praticamente, tudo o que querem usando esse artifício. Elas sabem que estão nos irritando. Sabem que estamos com a razão. E, principalmente, sabem que, fora de uma situação caótica, elas não têm a menor chance argumentativa contra um homem.


Vamos fazer uma analogia com o político corrupto. Quando a podridão dele é escancarada, uma das muitas táticas que ele adota é levantar a podridão de algum adversário político para desviar a atenção sobre si. O corrupto começa a levantar muitas questões aleatórias, muitos assuntos desnecessários, e sobretudo, MUITAS MENTIRAS para afastar por completo o perigo iminente de uma cassação. Quando, finalmente, ele vai a júri, começa a usar de várias artimanhas jurídicas para protelar o julgamento e ganhar tempo. Neste ponto, pouco importa se ele conseguirá ou não provar sua inocência. O importante é arrastar o processo por anos a fio!


Com as mulheres, não é diferente. Elas sabem que são crueis, manipuladoras e egoístas. E sabem que os homens ficariam FURIOSOS com elas se descobrissem a verdade sobre sua natureza. Por isso, elas precisam manter os homens em um estado de confusão mental permanente. Enquanto os homens se mantêm confusos sobre elas, eles prestarão maior atenção ao que elas dizem e menor atenção ao modo delas de agir.

Mulheres podem ser comparadas a lulas que soltam tinta o tempo todo para confundir possíveis predadores

A base de todo o lado obscuro feminino é a confusão. O jogo de atrai-repele é uma forma de confusão. O jogo de marcar um encontro e não ir é outra forma de confusão. O jogo de misturar verdades absolutas, meias-verdades e mentiras escancaradas é uma forma especialmente eficaz de confundir qualquer homem. Se, eventualmente, o sujeito resolver discutir um ponto claramente falacioso com ela, a tática terá dado certo! Ela terá conseguido desviar a atenção do cara e sairá vitoriosa!

Levado ao extremo, este jogo acaba por destruir completamente o emocional masculino. Os homens submetidos aos jogos de confusão acabam depressivos. Isso quando não cometem suicídio! Com um detalhe sórdido: a jogadora sairá impune sempre! Mais uma vez, ela irá usar suas táticas de confusão para se vitimizar, para dizer que o amava, entre outras mentiras repugnantes!

Assim como a violência física, a violência emocional deveria ser criminalizada. Mas é utópico demais pensar que isso seja possível. Por este motivo, só resta aos homens aprender a lidar com essas táticas sujas que elas usam.



Antes de ir adiante, é bom frisar a regra de ouro na lida com as mulheres: não se apaixonar jamais!

Infeliz apaixonadinho sendo feito de otário. Repare na cara de bunda do sujeito.


 Se você descumprir esta regra, já terá sido derrotado antes mesmo de começar! Se for este o seu caso, te aconselho a não seguir a leitura. Clique no link que eu deixei e leia aquele outro texto com atenção. Depois de ler, volte para este texto e continue de onde parou.


A segunda regra: se ater apenas ao que você está enxergando! Se baseie somente no comportamento dela. Jamais (eu disse JAMAIS) se baseie no que ela disser! Às vezes, as mulheres dizem uma ou outra verdade para simular sinceridade. Muito cuidado! Este é um truque baixo. Mas que funciona bem com matrixianos imbecis. 


Terceira regra: evitar discussões prolongadas.

Calada! Quem manda aqui sou eu!


Discutir com mulheres é um problema por um motivo simples: Quanto mais a discussão se prolongar, mais certa será a vitória DELA! A discussão deve ser curta e objetiva!

Se ela tentar desviar o assunto, desmascare-a na hora! Diga: "não adianta mudar de assunto! vamos discutir este ponto aqui primeiro!". Faça isso quantas vezes for necessária!

Se ela misturar verdades com meias-verdades, ria da cara dela e vai virando as costas. Desmascare o vitimismo quando ele começar a dar as caras.

Caso ela comece a te ofender, ignore a ofensa e continue desmascarando-a como se nada tivesse acontecido. Escancare ao máximo o que ela está tentando encobrir, e não se comova com lágrimas e gritos histéricos.

Dê razão à mulher apenas quando ela expor seus argumentos de FORMA RACIONAL, CONTUNDENTE E IRREFUTÁVEL! Sim, pode ser que ela tenha razão no que está tentando expor. Apenas se lembre de analisar racionalmente os argumentos dela. Aprenda a ser frio neste ponto.

Mas atenção: tome muito cuidado com este último ponto que foi abordado. Se, por exemplo, você viu sua mulher SE ESFREGANDO com algum amigo, conhecido, chefe, etc., não há justificativa para ela! Em alguns casos extremos, como este, não vale a pena, sequer, discutir. O melhor, neste caso, é puní-la. Corte algum tipo de privilégio. Em casos mais graves, termine a relação!


Quarta regra: o apelo à luxúria.

As mulheres têm, ainda, um último recurso para o caso de todos os outros falharem: a libido masculina. Quando se vêem em perigo de desmascaramento, elas começam a chegar mansamente, "esbarram" no cara de propósito, se aproximam até se encostar, mexem no cabelo, etc. Esta, com certeza, é a tática mais eficaz para se confundir qualquer homem. 


Ela tá prestes a te vencer, paspalho!


Neste caso, vale usar o bom senso. Por exemplo, o chefe dando bronca em uma empregada. Se ela se valer dessa tática para cima do chefe, o mais correto é o sujeito demiti-la no ato

No caso da namorada, deve-se analisar o caso concreto. Em alguns momentos, o melhor é "aproveitar" e deixar a discussão para mais tarde. Em outros casos mais sérios, o cara deve se manter firme, desmascarar esse joguinho dela e continuar a discussão. Não existe regra fixa neste caso. Você deve se orientar pela gravidade da discussão. O que vale mais a pena na hora? "Deixar rolar" ou continuar o assunto?



Última dica: os textos de Nessahan Alita.

O texto de hoje foi claramente baseado em uma postagem de NA, quando ele ainda postava na OLODM. De nada adiantará você seguir os blogs e fóruns da real se não fizer um estudo aprofundado sobre as obras de Alita. Será como malhar sem critérios, sem observar a alimentação, descanso, metabolismo, etc. Portanto, MÃOS À OBRA! 

Como detectar uma vagabunda!!!

Por Shinobi



1-se vcs mal se conhecem e ela ja ta abrindo as pernas, coloque ela no grupo da orgia e do tapa na cara e a regra dos 3 (coma 3 vezs e suma)




2-se qdo vc sai c ela o celular da bandida não para de tocar c 1001 eskemas rolando, sinal vermelho.



3-se qdo vc sai c ela , a falsa santa desliga o celular, ela ja sabe tdas as tecnicas p vc não desconfiar dos outros 645 homens que ela sai.



4- grupo da orgia p ela, se for mulher de balada, que valoriza pouco a familia e vive dormindo fora de casa.



5-Desconfie se vier c o velho papo que só teve um ou dois namorados, que é semi- virgem, e que vc é o terceiro homem da vida dela.



6-confirmar orkut ja fooi a época, ja que mtas vagabundas colocam comunidades bunitinhas do tipo , " sou p casar" e coisas assim, p adubar o terreno p troxas, então na duvida dê uma fuçada no celular da " santinha", mas nunca se esqueça que vagaba de carteirinha apaga tdo que possa compromete-la



7-a chances de uma mulher pobre , bonita e gostosa ser fiel é a mesma de vc ganhar na mega sena sem jogar.



8-Se ela usa o sexo p se desculpar de alguma briga, ou p te ganhar, cuidado, essas são as piores.



9-Se vier c papinho de que " se homem pode, mulher tbem pode" , coma rápido e vaze.



10- preste atenção se tda vez que vc sai c ela, se a vagaba se preocupa em dividir a conta, se ela nem ao menos leva dinheiro , é mais uma bandida querendo curtir a vida facil.



11- procure referencia, sempre c homens, pq é lógico que mulher dificilmente entrega mulher.



12- velho golpe do pau de ouro, se ela vier c o papo que o seu pau é o maior e mais grosso que ela ja viu na vida, e que nunca gozou tando como c vc, sinal vermelho.



13- se ela se faz de vitima nos relacionamentos passados , mal sinal, normalmente é sempre assim, elas chifram horrores o pobre coitado, depois que a casa cai ,jogam na radio que foram traidas pelo safado.

Desabafo+revolta

Por Shin



Não gosto de falar da minha vida pessoal de forma alguma, mas hoje fiquei afim de comentar um pouco sobre ela, se tiverem paciência para lê eu os agradeço.


Vou tentar resumir o máximo possivel a estoria... Para não ficar massante.

Namoro a 4 anos e 6 meses.

Eu acordei da matrix durante esse tempo, com certas coisas que aconteceram. E desde tão sou outro homem, não bonzinho como eu era e nem cafa o que eu nunca fui, sou agora um homem justo creio eu.


O ocorrido foi essa semana, tanto eu como ela temos dias corrido... Eu estudo e trabalho... e Próxima semana, estou com serviço e provas para estudar. Bom Como é de se esperar fim de semana espero que sobre um tempo para ficarmos juntos... E coincidentemente esse sabado foi aniversário de namoro da gente (4a e 6m), o que eu esperava seria um momento só nosso, em que pudessemos nos divertir, passear.. Conversar, namorar... e etcs... Tudo depois dessa semana bem corrida. Fiquei o sabado estudando esperando dar a noite... Indo lá todo arrumado a casa dela... Descubro que vamos(eu não sabia... fui por tabela) para uma confraternização de sua turma de pesquisa da faculdade ou algo parecido, tanto faz pq isso não me importa nem um pouco. E descubro que vamos dar carona a uma colega dela que crio eu por ser boca liver levou a prima e o sobrinho... Deu vontate de falar se ela não queria levar tb a marmita... Mas tudo bem...


(Fora que eu ja estava meio puto com certas atitudes dela, por pouco tempo juntos... e questão de namoro, que só tem em casos dos acasos, de um moto ludico de falar.. quando a lua ta alinah com jupiter, as estradas verdes , as vacas voando e cagando, os carros azuis cor de fundo de piscina e etcs...)




E eu la em um ambiente estranho... Sem a minima vontade, sou um cara que gosta de conversar e me dou bem com as pessoas, n'ao tenho problema de comunicacao.

Resumindo ficamos la das 8da noite ate a meia noite, legal n'ao tivemos um momento juntos direito... e isso ja me deixou meu puto.

Hoje domingo foi o mesmo caso,churrasco e eu tendo muita coisa para estudar... e nada da gente ficar a sos ou namorar ou algo do tipo... fiquei la novamente deslocado... Blz n'ao tenho problema de ficar deslocado mas o que me irritou bastante foi o fato de ser em aniversario de namoro... E o namoro cade? Eu me pergunto... E fiquei na minha carrancudo quieto e calado, ontem e hoje ela me perguntando se eu estava bem, e eu calaod e respodia ``estou otimo`` e hj tb me perguntando, mas a minha cabe;a la do ooutro lado preocupado com outras coisas...

Resumindo, n'ao namoramos n'ao ficamos juntos, n'ao passeamos e eu deixei de fazer o que eu queria, me arrependi e estou bastante puto da vida. N'ao sou bonzinho ou cafa, sou justo entao...

Vou ficar em casa estudar, n'ao a vou ver(ela perguntou se eu ia e disse que n'ao) pq eu sou + eu e pronto... Quer assim? tudo bem eu sou justo, n'ao tou nem ai, bem... isso [e + uma forma de desabafo... Vou estudar fazer minhas coisas, e quando terminar as provas, vou acabar o namoro e vou arranjar alguem que n'ao me deize sempre em 2 plano, pois n'ao sou homem para ficar de reserva de faculdade, amigos o que seja.. Se eu conseguir uma namorada que goste de namorar quando tiver vontade e n'aop fique com essas estorias ridiculas... Bom que se foda, n'ao tou nem ai.


valeu pela atencao pessoal, e desculpa os ascentos pq meu teclado desconfigurou e n'ao queria perder a linah de raciocionio, valeu.


obs. N'ao sejam bonzinhos e nem cafa, sejam justos e deem apenas o que elas merecem e somente isso.



Mulheres

Por Guru

As minhas vivências trazem relatos que demonstram na prática o que os conceitos apregoados por Nessahan Alita mostram em seus livros. As relações, sendo conjugais ou não, sempre estarão pautadas pela troca de interesses entre os envolvidos. Nessahan Alita apenas traz à tona os verdadeiros interesses almejados pelo homem e pela mulher. Ele desmascara falsas concepções, elucida a dinâmica da relação e destrói de uma vez por todas a já combalida idéia do amor tenro e romântico.
A realidade é só uma e indefectível. O homem em sua maioria busca nas mulheres o meio de saciar sua libido e concupiscência, à medida que a mulher procura satisfazer toda sua cupidez e reafirmar o seu poder feminino de dominação. Logo as mulheres se utilizam das fraquezas afetivas e sexuais dos homens para assim conquistarem seus objetivos escusos, fazendo isso, não raro, através de estratégias calhordas, ignominiosas e deploráveis, por mais que elas neguem veementemente tais ardis a si mesmas. As mulheres não se preocupam em utilizar os sentimentos alheios quando expostas a qualquer perigo, agindo inconscientemente. Um bom exemplo disso é que muitas colocam alguns homens na reserva para que, se abandonadas por algum macho ou passem por qualquer dificuldade financeira, se usem deles como recurso de emergência com o fim de libertarem-se dos problemas que elas, por sim mesmas, não conseguiriam resolver. Essa criatura feminina que opta pelo mal, pelas licenças morais e despautério, entregando-se aos arroubos hormonais que deveriam estar sob controle da consciência e da razão, muitas vezes possui uma chance de retratação. Entretanto, aferrada aos maus hábitos, revolve as mesmas estratégias de ordem psicológica e desperdiçam notável oportunidade que culminaria em iminente progresso moral. Eis a grande realidade nua, crua e sem atavios.

Muitos poetas, músicos e escritores devanearam demasiadamente e engrandeceram o espírito feminino sem saberem que estavam a canonizar bestas feras. Oh, se o homem estivesse cônscio do impio fado que o aguarda quando ele inicia um relacionamento, jamais se envolveria em tal empreitada e sua relação não progrediria além do intróito.

Por mais valioso que o homem seja e por mais perspícuos sejam também suas virtudes, ele sempre estará sujeito a possíveis abandonos temporários, indiferença e até mesmo ao fato de ser definitivamente trocado por outro macho que quase sempre não é superior ao primeiro. Embora um homem seja bem-sucedido socialmente, financeiramente e academicamente, ele pode ser trocado por outro que possua mais “status”, mais dinheiro ou que simplesmente seja um cafajeste. O “status” é definido pelo contexto social. Não importa a natureza, complexidade e relevância da atividade que um homem possa exercer, porque seu “status” depende mais fortemente da sua representatividade social. Dessa forma um médico emérito e intelectual, que salva dezenas de vidas e é importantíssimo para o desenvolvimento do país, pode muito bem ser trocado por um “pop star” do Rock ou por um jogador de futebol muito famoso. Isso ocorre justamente pelo fato desse mesmo jogador fazer algo que está inculcado na cultura brasileira, ser orgulho nacional e ter projeção midiática, FATO. A mulher que submete um homem famoso vê nele o motivo da sua álacre conquista e, não raro, orgulha-se disso. Não é à toa que existem histeria e desmaios em “shows” de grandes bandas, pois o delírio que os artistas provocam nas mulheres procede de sua evidência, da fama e de usufruírem a uma condição de superveniência, e não pelo que eles são em si mesmos.

O homem que é trocado por outro muitas vezes cultiva a esperança de um possível arrependimento ou remorso da sua companheira. Às vezes tal arrependimento se dá, mas é um fenômeno muito excepcional e raro. A mulher não sofrerá e nem ficará choramingando pelos cantos por ter abandonado sua antiga relação, pois elas não possuem a menor parcimônia quando trocam seu companheiro pregresso por algo que lhe parece mais fúlgido. A verossimilhança das minhas frases não advém unicamente dos livros de Nessahan, mas também é promanada pela minha experiência de vida.

Será que estamos regredindo?

Por "Homem sem nome"

Recebi este email essa semana, e acho que vale a pena passar aqui para os confrades do HH.






Cenário 1: João não fica quieto na sala de aula. Interrompe e perturba os colegas.

1959: É mandado à sala da diretoria, fica parado esperando 1 hora, vem o diretor, lhe dá uma bronca descomunal e volta tranquilo à classe.

2010: É mandado ao departamento de psiquiatria, o diagnosticam como hiperativo, com transtornos de ansiedade e déficit de atenção em ADD, o psiquiatra lhe receita Rivotril. Se transforma num Zumbí. Os pais reivindicam uma subvenção por ter um filho incapaz.




Cenário 2:Luis quebra o farol de um carro no seu bairro.

1959: Seu pai tira a cinta e lhe aplica umas sonoras bordoadas no traseiro... A Luis nem lhe passa pela cabeça fazer outra nova "cagada", cresce normalmente, vai à universidade e se transforma num profissional de sucesso.

2010: Prendem o pai de Luis por maus tratos. O condenam a 5 anos de reclusão e, por 15 anos deve abster-se de ver seu filho. Sem o guia de uma figura paterna, Luis se volta para a droga, delinque e fica preso num presídio especial para adolescentes.




Cenário 3: José cai enquanto corria no pátio do colégio, machuca o joelho. Sua professora Maria, o encontra chorando e o abraça para confortá-lo...

1959: Rapidamente, João se sente melhor e continua brincando.

2010: A professora Maria é acusada de abuso sexual, condenada a três anos de reclusão. José passa cinco anos de terapia em terapia. Seus pais processam o colégio por negligência e a professora por danos psicológicos, ganhando os dois juízos. Maria renuncia à docência, entra em aguda depressão e se suicida...



Cenário 4: Disciplina escolar

1959: Fazíamos bagunça na classe... O professor nos dava umas boas broncas ou, então, nos encaminhava para a direção; chegando em casa, nosso velho ainda nos castigava sem piedade, para "enquadrar".

2010: Fazemos bagunça na classe. O professor nos pede desculpas por repreender-nos e fica com a culpa por fazê-lo . Nosso velho vai até o colégio se queixar do docente e para consolar o filho, compra uma moto para ele.




Cenário 5: Horário de Verão.

1959: Chega o dia de mudança de horário de inverno para horário de verão. Não acontece nada. Acordamos cedo e vamos às aulas, ao trabalho.

2010: Chega o dia de mudança de horário de inverno para horário de verão. A gente sofre transtornos de sono, depressão, falta de apetite e, nas mulheres, aparece celulite.



Cenário 6: Fim das férias.

1959: Depois de passar férias com toda a família enfiada num Gordini, após 15 dias de sol na praia, sem qualquer tipo de proteção, chega a hora de voltar. No dia seguinte, tudo acontece bem.

2010: Depois de voltar de Cancún, numa viajem 'all inclusive', terminam as férias e a gente sofre da síndrome do abandono, pânico, attack e seborreia...

Fica a pergunta ....


QUANDO FOI QUE NOS TRANSFORMAMOS NESTE "BANDO DE BOSTAS"?


Telmo José
Professor
Agente de Defesa Civil

Mulher boa de cama tem q ser promíscua?!!

Por Hero Hua



Uma das coisas q odeio q as mulheres ditas liberais dizem, e de homens q as apoiam, é q existe uma vantagem da libertinagem feminina, pois se vc se casa com uma dessas q já deu pra meio mundo vc terá uma esposa boa de cama.




Isso é desculpa para a putaria e para q os trouxas as aceitem. Para uma mulher ser boa de cama ela não precisa ter rodado em mil picas, pra q ela seja boa de cama, independente dela ser bastante ou pouco experiente, ou até virgem, basta apenas q ela realmente goste de sexo.



Pq mulher ruim de cama não gosta de sexo de verdade. Só o faz porque convém a elas prender o homem.

Tb não concordo muito com aquela frase "mulher tem q ser uma dama na sociedade e uma puta para seu marido". Putas costumam a fazer sexo frio em troca de dinheiro, o q mais odiamos é mulheres interesseiras e jamais gostariamos de ter uma esposa assim. O correto seria dizer q a mulher deve ser uma dama na sociedade e q na cama com o seu marido goste realmente de fazer sexo.



Um grande erro da sociedade nos tempos antigos é considerar uma mulher q goste de sexo como vadia. Ela tinha relações com o marido mas não podia manifestar q estava gostando. Como conseqüencia dessa repressão, surgiram nos dias atuais esse bando de putas feministas revoltadas q trepam com tudo o q vê pela frente, até com o poste.



A mulher deve ser considerada vadia se ela sai transando com outros homens fora do casamento, e não apenas por gostar de sexo.

[Relatos] Mulheres casadas que traem !

Relatos chocantes de mulheres que traem seus maridos, mesmo ele sendo romantico, de bem , trabalhador, tudo que uma mulher procura , lembra? rs... Atenção não vomitem e nem quebrem os computadores.

Professora, 30 anos 
Casada há nove anos, mãe de dois filhos 



"Não é que eu seja mal-amada: meu marido é um tesouro, e vivemos muito bem. Nem penso em me separar. O fato de ter pulado a cerca e de pular novamente sempre que me der vontade não é culpa dele nem minha. A gente se casa cheio de paixão, mas o romance se desgasta, acaba o olho no olho e o frio na espinha. 

Não sou vulgar, mas já tive vários casos. Esses relacionamentos são para preservar meu lar, ficar mais feliz. Transar com o marido é, às vezes, quase uma violência, como se fosse com o pai ou o irmão. Mas fazer o quê? A união não é só sexo, tem muitas outras coisas. Posso não acreditar muito no casamento, mas acredito menos ainda na separação. Se eu pegar outro marido, vai virar a mesma rotina, e o meu é melhor que todos eles. E ele jamais imaginaria que tenho casos, porque não ando por aí me expondo. É tudo muito escondido. Tenho uma história por vez, que dura um, dois anos. Algumas vezes, me apaixono e, então, me despedaço. 

Não acho errado trair, não do jeito que faço. Tomo muito cuidado, namoro por telefone ou me encontro com ele no meio do dia, e digo que fui ao Centro. Nos vemos de 15 em 15 dias, mais ou menos, e ele sempre me deixa em uma rua bem longe de casa. Não digo que seja fácil, mas não exponho meu marido nem meus filhos. Então, vou ter culpa por quê? Fico culpada, sim, quando não tenho ninguém, quando fico infeliz. Agora, estou há um ano e dois meses em uma história bem light com alguém do trabalho. É um namorado só para me dar um pouco de alegria. 

Tenho certeza de que, quando eu ficar beeeem velhinha, isso vai acabar. Aí, se eu não for feliz, vou me contentar com a minha vida e os meus netos. Mas enquanto eu for bonita e nova não vou me enterrar." 

Profissional liberal, 50 anos 
Separada, mãe de três filhos 

"Fui casada por mais de 20 anos. Casei-me virgem, aos 22 anos, para ser de um homem só. Não estava procurando ninguém, mas tinha insatisfações: falta de namoro, de diálogo. Até então, ficava me dizendo que ele era bom pai, bom marido. Tentava me contentar com aquilo que não me satisfazia, nem como mulher. 

Então, conheci uma pessoa em uma festa, alguém próximo de nós. Foi fulminante. Fiquei mais de 12 anos com ele. Parecia uma adolescente, não dominava meus sentimentos. Ele também era casado, e nós tentávamos fugir disso, mas não conseguíamos. Por mais que tentássemos encobrir, era transparente. Com o passar do tempo, conhecidos ficaram sabendo, porque nós convivíamos juntos como casais. Éramos forçosamente amigos, porque eu não tinha nada em comum com a mulher dele nem ele com meu marido. Manipulávamos encontros para estarmos perto. É algo de que hoje me envergonho, mas era mais forte que eu. 

Meu marido desconfiava, mas não tinha coragem de enfrentar. Até porque, desde que tive outra pessoa, ele nunca mais me tocou. Pensei em me separar muitas vezes, mas ele não queria e havia os filhos. Também me preocupava com o que iriam dizer. Até que meu marido me deu a entender que sabia de tudo, e aproveitei para pedir a separação. Meses depois, ele se separou também, e nós assumimos. Foi difícil com nossos filhos e é até agora. 

Muitos ficaram contra mim, me viraram a cara. É fácil julgar os outros. Sei racionalmente que não agi certo, mas o coração me impedia. Hoje, moramos separados. Sabemos que, por enquanto, tem que ser assim. Existem dificuldades a serem resolvidas e, se forem, maravilha, porque ainda me sinto a mulher mais feliz do mundo nos braços dele." 

Advogada, 49 anos 
Casada há 25 anos, mãe de dois filhos 

"Nunca tive intenção de trair, mas quando vi estava completamente envolvida por outra pessoa. Havia descoberto uma felicidade que não tinha até então, visceral. Estava casada há mais de 10 anos, e o casamento era muito diferente do que eu imaginara. Fui feliz com este outro homem por três anos em uma relação muito prazerosa. Cheguei a acreditar que tinha encontrado a metade da laranja. 

Conheci ele na faculdade, e nos encontrávamos em horário de trabalho. A emoção era tanta que eu tinha até ânsia de vômito antes. Ele também era casado e tinha filhos. Tivemos uma amostra de felicidade, porque nossa história era mais ou menos igual, de casamentos mornos, mesmos ideais, tudo fechava. Mas sabia que não iria muito longe pelo comprometimento que tínhamos com nossas famílias e nossa educação. 

Havia também a questão financeira: ele teria que deixar bem a mulher e os filhos, e eu teria de abrir mão, por estar deixando a casa, do pouco que havia amealhado. Ficaríamos sem nada em nome do nosso amor. Ele vinha de uma família de pais separados, e eu tinha perdido minha mãe, o que pesava quando pensava nos meu filhos. Diante disso tudo, a gente se acovardava. 

Ficamos mais íntimos para poder chorar as horas que ficávamos separados e cobrar a distância um do outro. A mulher dele desconfiou e começou a pressioná-lo, assim se escassearam nossos encontros. Quando vimos que a relação dava mais sofrimento que prazer, já que nem podíamos andar de mãos dadas no shopping, decidimos acabar. Nunca mais tivemos contato. 

Meu marido já desconfiava, porque eu tinha ficado mais bonita e confiante. No meio da crise, contei tudo a ele e aos meus filhos. Precisava desabafar, e eles perceberam que eu estava sofrendo e até ficaram com pena. Disse que tivera um caso e que nunca tinha sido tão feliz, mas que não dava mais para continuar. Falei ao meu marido para fazer o que quisesse, mas ele não quis ir embora, continua comigo. Não temos mais nada, nasceu uma amizade. 

Tive uma depressão profunda, que culminou com um câncer. Acho que só hoje estou me recolocando na vida. Esse relacionamento me trouxe mais prejuízo que felicidade, mas faria tudo de novo, com mais experiência. Deixaria de lado o sentimento de posse para ser feliz por mais um tempo. Na ansiedade de tê-lo, acabava cobrando demais. Não soube ser uma boa amante. 

Hoje, meu marido eu dormimos em quartos separados, mas não penso em me separar nem em ter um novo amante. Parece que a fonte secou." 

Dona de casa, 37 anos 
Casada há 20 anos, mãe de uma filha 

"Comecei a trair depois de uns quatro anos de casada. Casei-me muito jovem, aos 17 anos, tinha uma expectativa muito grande, quase surreal. Depois, vi que todos os casamentos são iguais. 

A primeira relação que tive foi com uma amiga. Era algo assustador, e contei para o meu marido. Quis me separar, mas ele não aceitou, disse que se eu conseguisse administrar a situação, tudo bem. Comi o pão que o diabo amassou. Foram 12 anos de idas e vindas com ela, mas nesse meio tempo saía com outros homens, só para me divertir. Acho que meu marido até desconfiava. 

Há três anos, tenho um relacionamento muito importante para mim. A gente se conheceu por acaso, e, dias depois, ele me ligou para dizer que não parava de pensar em mim. Aí, a história começou. Mas eu sempre falava para termos cuidado para não prejudicarmos nossas famílias. A mulher dele teve vários problemas de saúde, e eu não queria causar a infelicidade de ninguém. 

Combinamos de nos encontrar no máximo a cada 10 dias, mas nos apaixonamos e isso não era mais suficiente. Hoje, nos vemos duas vezes por semana. Antes, tinha casos por bobeira, agora é uma troca. Então, não sinto que esteja fazendo nada errado, pelo contrário: as coisas até melhoraram em casa. E nunca fico falando mal do meu marido, só bem. 

Sinto-me melhor com meu namorado do que com meu marido, mas não penso em separação. Não consigo me enxergar sozinha nem teria coragem de separar minha filha de seu pai. Ter um caso é uma coisa, conviver é outra. Meu casamento não é insatisfatório, já que tenho esse complemento e a lacuna sexual foi preenchida. E como tenho um carinho muito grande por meu marido, não chega ser um sacrifício transar com ele. 

No futuro, penso em ter uma velhice boa com meu marido. E também com essa outra pessoa, com quem tenho um pacto de nunca me separar. Digo ao meu marido que nunca me deixe. E digo o mesmo a essa outra pessoa." 



Fonte

Mulheres podem superar os homens em racionalidade?

Este, talvez, é um dos maiores nós na ideologia masculinista. Afinal, os homens foram programados para superar as mulheres em tudo: força, inteligência, criatividade, objetividade, resistência, disciplina, moralidade e coragem. A comparação entre um homem comum e uma mulher comum beira a covardia quando mensuramos qualquer uma dessas características. Somos natualmente melhores em tudo!

Mesmo assim, o questionamento persiste. Pode uma mulher superar os homens naquelas características em que eles são naturalmente melhores? A resposta é SIM! Elas podem, sim, ser mais fortes, mais inteligentes, mais criativas, mais objetivas, mais resistentes, mais disciplinadas, mais éticas e mais corajosas! Provas do que eu estou escrevendo estão por toda a parte! No seu trabalho, na sua faculdade, na sua roda de amigos, etc. sempre haverá, pelo menos, uma mulher que supere os homens em alguma dessas características!

Só que existe um porém nisso tudo: a super-habilidade feminina sempre será uma característica ARTIFICIAL. Lembre-se bem: homens são NATURALMENTE melhores em tudo! Para superar um homem, a mulher irá precisar de MUITA DISCIPLINA, MUITO ESFORÇO e, principalmente, deverá NEGAR QUASE TODA A SUA NATUREZA FEMININA! Resumindo: mulheres que superam homens perderão, fatalmente, sua feminilidade.

Na prática, significa que a mulher terá de abrir mão dos seus encantos para superar os homens. À medida que ela se torna mais racional, mais objetiva, ela se tornará MENOS ATRAENTE para os homens. Ela verá cada vez mais homens a admirando por sua "inteligência", pelo seu "destaque"; em contrapartida, cada vez menos homens irão se excitar com o corpo dela. E, o mais provável, cada vez mais os homens a tratarão como a um igual (como a um homem).

Não foi uma nem duas vezes que observei mulheres em cargos altos. O mais engraçado é que eu, como homem, não conseguia ter, por elas, a mesma atração física que sinto por meras estudantes, meras atendentes de loja, meras recepcionistas. Quando cheguei a ter alguma atração por uma destacada, eu observei melhor e percebi que ela não tinha nenhuma inteligência, nenhum destaque, nada. Ela só estava naquele cargo porque abriu as pernas para o chefe.

Este é o preço que a mulher paga por superar os homens. Depois que elas percebem a burrada que fizeram com suas próprias vidas, elas começam a se comportar de forma patética. Tentam voltar a se comportar como menininhas irresponsáveis, tentam conversar com voz fina (até a voz engrossou), tentam ser menos autoritárias com os subordinados, colocam roupas justas e saias acima do joelho (ficam horrorosas), entopem a cara de maquiagem. Ficam parecendo verdadeiros espantalhos!

Homens foram programados para proteger. Nada satisfaz mais um homem que colocar seu instinto protetor em prática. Homens chegam ao ponto de morrer felizes se souberem que o fizeram para proteger a amada. Por isso, as burras, as frágeis, as emocionais sempre fazem sucesso entre eles.  Fazem sucesso porque despertam o instinto protetor masculino. Na cabeça deles, uma criatura tão patética, tão indefesa precisa ser protegida

Ele não busca uma super-mulher que supera ele em tudo. O homem até admira uma mulher racional, inteligente e lógica. Ele gosta de dialogar com uma mulher inteligente; mas sem conotação sexual! A admiração do homem se limitará a uma mera admiração! Nada mais que isso! Ele, simplesmente, não quer transar com ela!
Condoleeza Rice nua! E aí? Sentiu tesão na coroa?

Outra grande verdade: mulheres tidas como "duronas" costumam adoecer mais. Repare bem no seu trabalho quem costuma adoecer mais. O preço que a mulher paga por superar os homens parece não se limitar só ao campo afetivo/sexual. Mas até a saúde dessas super-mulheres parece ser mais afetada.

Para o homem, o trabalho é gratificante. O melhor momento da vida de um homem é a hora do sexo. O segundo melhor momento é o trabalho. Enquanto isso, o trabalho parece ser degradante para elas. 

Pensava eu que as reclamações das colegas de trabalho fossem por puro vitimismo. Engano. Elas realmente sofrem com aquela atividade. Se você parar para observar, com o passar dos anos, elas vão se acabando naquele serviço. Envelhecem mais rápido que as demais. E, muitas vezes, quando finalmente chegam lá, elas estão sozinhas, criando gatos. Quem vive se queixando de doenças ocupacionais? Quem é mais afastado por problemas de saúde? Quem se estressa mais? Homens ou mulheres?

O sucesso feminino tem um preço a pagar. Disso, não tenho dúvidas.

Tímidos de hoje = Futuros CSP de amanhã

Por Conservador

Caros confrades, alguém já reparou na relação entre tímidos e CSP?

Os tímidos são homens que não enquadram no conceito de manginas, uma vez que a sua personalidade introspectiva não permite bajular mulheres em busca de uma possível chance de relacionamento. Então os tímidos passam a ser celibatários involuntários(não exite tímido destacado) e muitos vezes por isso se apegam ao desenvolvimento profissional e financeiro como forma de atrair as mulheres e facilitar o seu trabalho.

Porém o que eles conseguem atrair com isso são balzacas micareteiras, mães solteiras e todo tipo de mulher desesperada para se encostar já que o poder de barganha delas não é mais o mesmo.

Mediante a inocência dos tímidos devido a falta de contato feminino no começo de sua juventude, eles se tornam presas fáceis pois a menor demonstração de afeto feminino dessas balzacas já lhe é suficiente para se apaixonar e viver o tão esperado conto de fadas da juventude. Tornando-os assim os CSP da vez.

Tímidos não conseguem entender que são invisíveis aos olhos femininos quando as mesmas possuem poder de barganha, eles pensam que o problema é tão somente a sua timidez e precisa só de outras maneiras para compensar isso.

Se eles não forem avisados da real será só questão de tempo para a transformação de tímidos em CSP, um dos maiores inimigos da REAL pois premiam a mulher pelos seus erros quando mais novas.

A maioria dos homens são bananas!!!

Por Hero Hua



É lamentável como a maioria dos homens necessitam da aprovação das mulheres para viverem. Colocam os conceitos e valores delas na frente dos deles, tudo para agradar como um cachorrinho implorando por comida.



O maior golpe aplicado pelas mulheres é aquele q diz "O homem q é reprovado por uma mulher é um fracassado." Muitos acreditam realmente nisso, q o valor e a vitória de um homem na vida depende dele ser aceito por uma mulher.



Não podemos dizer não aos absurdos q elas nos impõe, senão somos machistas. Não temos o direito de não aceita-las senão somos considerados homossexuais (como se somente elas tivessem o direito a seleção). E o pior, não temos o direito de viver sem elas, senão somos considerados fracassados, perdedores e infelizes!



Perceberam q existe toda uma imposição para q sejamos eternos escravos das mulheres? E o pior, a maioria dos homens estão caindo nessa feito patinhos!

Uma matrix chamada Igreja

O texto de hoje é mais direcionado para religiosos. O que não significa que ateus não possam tirar algum proveito. Não estou querendo criar qualquer discussão sobre a existência ou não de Deus, sobre qual seria a religião correta, etc. Estou querendo, apenas, passar uma visão pessoal sobre as igrejas cristãs atuais.

O relativismo cultural tomou conta de toda a sociedade. Com as igrejas cristãs, não seria diferente. Em especial, as igrejas evangélicas. O relativismo evangélico chega a ser ainda mais asqueroso que o relativismo "mundano". As igrejas deveriam servir de bússola moral para a sociedade. A ética cristã, esperava-se, deveria situar em um nível superior ao do restante da sociedade. Na teoria, deveria funcionar assim. Mas a realidade é bem diferente do que enxergamos como uma igreja ideal.

Quem nunca ouviu frases do tipo: "eu, ir em tal igreja? Para ficar igual fulano, igual ciclano que vai lá? Tô fora! Prefiro buscar a Deus em casa!". Ou "eu é que não piso nessa igreja. Ciclano, que frequenta essa igreja, me pediu dinheiro emprestado e não me pagou!". Talvez essa: "o pastor dessa igreja trai a mulher! Todo mundo já viu!". E por aí vai!

Por que isso está acontecendo?

Se me pedissem uma resposta simplista para o problema da religião atual, eu iria dizer que o problema principal está na interpretação de Mateus 7:1. O versículo diz o seguinte:

Não julgueis, para que não sejais julgados.

O que este versículo significa? Significa o seguinte: antes de você condenar alguém, procure saber o que ocorreu de fato! Não condene ninguém antecipadamente! Ou seja, o versículo deveria ser usado para evitar injustiças. 

Porém, o que está ocorrendo? Na prática, este versículo tem sido usado para justificar toda sorte de PODRIDÃO dentro das igrejas! O irmão roubou? Não julgueis! A irmã traiu o marido? Não julgueis! O pastor foi pego em um esquema de corrupção? Não julgueis! E por aí vai!

Por causa desse papo de "não julgueis" (uma forma de relativizar os erros das pessoas) a moral das igrejas foi jogada no lixo. Por causa do tal "não julgueis", pessoas imorais tomaram a frente das igrejas, empurrando ainda mais o cristianismo para o buraco! Com isso, o ateísmo se expande! Por causa dessas pseudo-igrejas, a Bíblia está cada vez mais desacreditada!

A igreja ensinou às pessoas coisas absurdas! Outro exemplo é a história do perdão divino. Por causa do tal "perdão divino", a pessoa se sente à vontade para errar! Não tem problema, é só dobrar os joelhos e pedir "perdão a Deus", que vai estar tudo certo. Se, por exemplo, um sujeito matar, roubar, estuprar e fazer o diabo a quatro, é só pedir perdão que fica tudo certo para a Igreja. O sujeito pode até se tornar pastor e dirigir uma congregação!!! Não é à toa que os ateus fazem chacota das igrejas atuais. Este conceito de justiça, realmente, é muito estranho.

O relativismo cultural distorceu conceitos como o do perdão divino. Este conceito diz respeito apenas à salvação eterna! Aqui, na Terra, essa história de perdão não vale! Ele não irá escapar das consequências dos erros aqui na Terra! Se você matar alguém e pedir perdão, Deus até pode perdoar. Mas você irá preso e vai cumprir a pena!

Moisés, por exemplo, era um homem exemplar, mas que pecou feio diante do povo. Ele pediu perdão. Deus perdoou Moisés. Mas, como castigo, ele não iria entrar na Terra Prometida.

Davi foi outro exemplo de homem que pecou e pediu perdão. Deus perdoou. Mas ele ficou impedido de construir o templo, e a família dele pagou CARO por causa do erro dele.

Josias foi um dos maiores exemplos de caráter da Bíblia. Mesmo assim, um dia ele se atreveu a ir para a frente da batalha contra a ordem do profeta e MORREU por causa disso. Com certeza, ele foi perdoado. Mas teve de pagar um preço caro pelo erro!

Alguém que comete um adultério, por exemplo, até poderia ser perdoado. Mas isso não o livra das consequências. Uma delas: este (a) sujeito (a) deveria ser impedido de assumir qualquer função na igreja. O objetivo: manter um certo nível moral dentro da igreja. Um adúltero jamais poderia chegar ao posto de padre, pastor, bispo, etc. É o que ocorre na prática?

Outro exemplo: mulheres que viveram uma vida de orgias, promiscuidade. Quando ficaram velhas, correram para a Igreja, pediram perdão e ficou tudo certo! Elas até podem arrumar um irmão abençoado para se casar, sem maiores problemas! E com vestido branco ainda por cima!!!

Quem nunca ouviu falar das tais irmãs que posaram para a Playboy, fizeram filme pornô e, depois, quando já estão velhas e esquecidas pela mídia, correm para a Igreja, assumem um cargo qualquer por lá, arrumam um CSP e viram "cantoras gospel"? Isso é o que mais ocorre dentro das igrejas evangélicas. Virou moda a Igreja ser aposentadoria de balzaquianas vadias!

Por falar em mulheres, vamos tocar em uma ferida: a submissão da mulher.

A Bíblia é bem clara sobre a submissão feminina. Está lá, escancarado, que a mulher deve obediência ao marido. Outra: mulher não pode assumir nenhum cargo dentro da igreja. Leia a Bíblia e constate por si só!

E o que vemos na prática? Mulheres assumindo cargos e mais cargos, e até mesmo a liderança da igreja e mandando em homens! As igrejas até incentivam isso! Algumas vem com papinho de que "a força da mulher deve ser usada para o bem do corpo de Cristo" (faça-me rir). Outras vem com a velha história dos direitos iguais (até na igreja esse papo colou!!!).

Posto isso, não é de se estranhar a decadência da igreja atual. Moralmente falando, as igrejas são instituições mortas hoje. Elas não são nem um pouco melhores que uma empresa, por exemplo. Quem pára um momento para reparar percebe que não existe diferença entre as pessoas da igreja das pessoas "mundanas".

A verdade é que as igrejas não cumprem mais a função de doutrinadoras da sociedade há tempos! Ninguém aprende mais a se tornar moral dentro de uma igreja! Você não irá aprender a ser mais ético, mais honesto, mais justo, mais digno, enfim, você não irá se tornar melhor simplesmente indo em uma igreja! E, se isso vale para você, vale também para as pessoas que sentam ao seu lado!

Apofis - Continuação



lembro bem... quando tinha 19 anos.... 1999


morava ainda em goiania.. ( atualmente moro em palmas tocantins)


Na época estava fazendo 2° ano do segundo grau a noite.. porque aesar de estar desempregado preferia estudar denoite porque ficava só por conta deestudar durante o dia...

tinha uma vida até deveras tranquila, curtia um ps tranquilo curtia de boa com meusamigos e talz.. tinha até uma moralzinha com meus pais.....


bem .. certo dia... lembro bem.. foi em março de 1999 .. eu estava animado porque ia fazer o segundo ano do segundo grau.. e no ano passado 1998 terminei o primeiro ano com as melhores notas da sala.. com excessão de matemática.. e física que nunca fui bom....

blz..

foi então que ela chegou ... no ínicio.. quando ví ela..não entendia o quetinha de errado nela... sabe.. tinha algo nela que me atraia demais.. nunca tinha sentido nada assim... e eu qe sempre fui mais reservado ... nuncatinha sido namorardor e nem nada.. fiquei meio que bobo no início...tipo começamos a conversar... e depois a sentar juntos como eu sou alto .. 1,98 de altura.. sempre sentava no fundão .. mas tinha as melhroes notas na sala...

e ela tb era uma morena linda.. cabelos lizos.. rosto perfeito.. corpo lindo.. e alta tb..tinha 1,80 de altura.. ou seja tinhamos tudo pra dar certo...

bem.. um dia agente conversando ... sabe não tem como a gente não se apegar... fui conhecendo mais sobre ela.. e sem perceber fui me apaixonando tb.. pq parece que sentiauma necesidade enorme de estar perto dela.... e ela nao estava assim tão empolgada com m eu "grude"... em cima dela

bem .. sempre que podia ia embora com ela ... proximo da casa dela.. mas ela nunca deixava eu ir até mais adiante.. e eu começava a estranahr por que .. mas já descofiava..

pq ela já tinha mais de 30 anos... e jamais aparentava ter essas idade sabia se vestir bem.. e tb nãoera nada tímida.. totalmente meu oposto.. eu quesempre fui meio que "desmaselado" com meu jeito de vestir..




e muito tímido.. fui meio que me apoiando e me fascinando justamente por ela ser meu oposto.. sem saber que estava alí minha perdição....

bem.. me lembro bem foi dia 28 de maio de 1999 que depois de muito forçar a barra ela aceitou namorar comigo... ( como sempre sem muita empolgaçaõ) mas a gente quando gosta faz qualquer coisa pra ficar perto de quem segosta ( cara se eu pudesse voltarno tempo...ah se eu pudesse ... com a vivência uqe eu tenho hoje.. tinha feito ela sofrer tudo o que eu sofrí na mão dele... mas hoje tomo como experiencia... )

bem .. sei que demoramos quase um mes depois que começamos namorar para rolar
um algo mais .. sei queela sempre dava uma desculpa dizendo que não estava pronta... ( e qeu tinha perdido o marido dela num acidente) sim sobre isso um detalhe curioso, eu conheci o marido dela quando eu era criança... ele trabalhou com meu pai numa loja de tecidos lah em goiania.. ele foi muito gente boa.. comigo.... e 16 anos depois eu comendo a "Mulher dele" rarar .. quando ela me mostrou a foto .. eu quase caí pra traz...!!!!!!

pois eh e foi indo... ela só me despresando .. reclamava do meu jeito de vestir .. e talz.. no fundo ela queria que eu fosse igual ao falecido marido dela...

coisa que eu jamais iria ser...

meus pais mesmo já começaram a estranhar llogo de cara o comportamento dela comigo ...

sei que ela me despresavana frente deles... era muito humilhante.. e o pior era que eu via tudo ...masnão queria acreditar....

o pior de tudo de um cara inexperiente.. é pegar uma mulher experiente..experta.. e extremamente "boa de cama" .. e ai o muleke fica sem jeito....

foi o que aconteceu comigo...

do nada um dia ela terminou comigo... e eu sem entender... porque ...

ela veio falar que o povo lah da fam´llia dela ficava falando danosssa diferença de idade... e talz.... que ela precisava de um homem com condição pra poder sustentar ela e os filhos dela.. ela dinha um filho de 12anos e uma menina de 10 anos.. na época...




sei que aí... nesse dia fiquei super triste.sabe não queria acreditar isso tinha sido numa sexta feira....

no fundo no fundo ela só queria mesmo pra eu satisfazer asnececssidades "sexuais dela" não queria envolimento com um "menino"...eunao passava disso pra ela....

no sábado a noite.. ela ligou atraz de mim pedindo pra eu descer lah pra ver ela .. e eu ing~enuo demais.. já fui me arrumando pra ir .. quando meu pai ( coitado dos meus pais quanto fiz eles sofrerem) ainta tentou me chamar pra realidade e disse "xxx cara se ela gostar mesmo de vocÇ~e ela que venha atraz.. não foi ela que terminou contig:????" ela que venha....

pois eh ... e eu com o coração na mão ... liguei falando .. quenão iria descer lah na casadela.. ...que era melhor parar por ali... mesmo...e no fundo queria mesmo era ir lah ...

cara como eu arrependi amargamente de não ter sido mais firme na decisão eouvido meus pais...




bem então ela veio atraz de mim.. eeu bobo nem deixei ela falar direito .. ejá fui abraçando eaceitando as "lágrimas de crocodilo dela" . enquanto ela falava e abaixavao meu calção ...sabe.. como fui idiota....!

bem...só sei que depois disso resumindo .. foi uma sucessão de erros... terminamos mais outras 3 vezes e eu sempre implorando pra gente voltar.. eela ficava até maisou menos comigo. depois me esfriava e esnobava denovo...

no começo de 2000 ..nosso namoro´já ia de mal apior...

quando ela começou a falar que tinha um cara queficava mechendo com ela la no serviço dela. e talz....

e eu bobo demais ficava morre3ndo de ciumes.. devia era mandar ela ir em cima do cara e me deixar em paz... porque estava esgotado física , psicológico , eemocionalmente.. desse vai e vem dessejogo de atrair e empurrar....
que ela tava fazendo comigo...

e ela sempre com desculpas de que não sabia o que queria da vida e bla bla bla... que estava indecisa e talz.... mas ela sabia bem o que queria.. só estava fazendo isos pra me testar.... só isso... me fazer corrrer atraz dela..

e com isso perdi respeito dos meus amigos.. e tb do pessoal do colégio.. até da minha família.... perdi o respeito.... que até hoje ainda não recuperei..

sei que terminamos... definitivamente.. e fui embora para cá em palmas no dia 8 de julho de 2000... sei que sofri demais.... naque´la época... sei que ... estava um bagaço .. estava pesando 69 kilos.. imaginem tenho 1,98 de altura ... ... pesando 69 kilos....

entrei em depressao profunda.. tive um a crise convlusiva... em setembro do mesmo ano.. e fui para o hospital....eu não sabia mesmo era o que estava por vir.. o que estava acontecendo em gyn .... o que viria depois..

saí do hospital .. e arrumeio forças pra poder ir trabalhar e esqeucer... enfiei a carano serviço ... e tb nos estudos... mas não tinha o mesmo pique de antes..parece qeu eu tinha perdido o â nimo....

sei que em dezembro de 2000 me veio a pior notícia...




meu pai me chamou no quarto junto com minha mãe.... e veio me falar... que ela tinha se casado já faziam 4 meses..ou seja.. quando me mudei de gyn.. em julho em setembro ela tinha se casado com um primo dela.... ..

cara fiquei ruim pra caramba.. putzgrila...!!!!!


depois prometi pra mim mesmo que não passaria por isso outra vez...


hoje minha cabeça mudou .. tive ainda uma 2ª ex esposa.. tb mais velha que eu ... mas dessa vez não teve nenhum desse problemas... foi simplesmente acabando a graça.... mesmo....
e tivemos 2 filhos lindos que eu amo demais....

mas ... agora agora.. estou noivo de uma moça.. que realmente gosta de mim.. e tb é mais jovem que eu .. já que eu estou com quase 30 .... e ela tem 24 anos....
estamos arrumando para nos casar no papel passado e talz...

com minha ex esposa a segunda... nosmoramos juntos 4 anos....mas não deu certo...

com essa moça .. não tive mais problemas... graças a deus.. a única coisa de ruim que aconteceu com a gente foi .. ela ter perdido nosso "bb" que estava por chegar... seria meu 3° filho.. e o primeiro dela...

mas até que a gente está se segurando bem....

pro pessoal .. que está passando por isso.. um conselho... nunca corram atraz de que corre de vcs... ou seja... se vc gosta de uma moça e ela nao te dah moral. melhor desencanar enquanto antes.. pra nao acabar como eu contei ai em cima... pq o melhor sempre virá .. é o que estaá acontecendo comigo agora...

A verdadeira razão pela qual cafas pegam muitas mulheres

Por Arthur Vinicius

Pegada? Performance sexual? Força física?

Bem, provavelmente você que acha que esses atributos são os que mais contam a favor dos famosos cafajestes pra terem muitas mulheres ao seu dispor, mas é preciso desmascarar de uma vez por todas
este mito.


Nenhum desses atributos fazem as mulheres se derreterem por um mesmo cara a ponto de sairem
nos tapas com outras mulheres pelo mesmo ou correndo atrás deles feito loucas desvairadas.

A verdadeira razão pela qual os cafas pegam tantas mulheres é nada menos do que a filha do 
diabo: a MENTIRA!


Sim, esses caras são rodeados de mulheres por que tendem a ocultar ao máximo a vida deles pra
elas e APARENTAM ser bem sucedidos na vida. Alguns investem em roupas, trajes finos, outros
compram ou alugam um carro, outros saem acompanhados mulheres que são colegas do mesmo
a fim de poder chamar a atenção de outras mulheres; outros estudam técnicas de PUAs; outros
ainda mentem sobre a profissão que exercem. Mas o grande segredo deles é o MISTÉRIO. E por quê?
Porque eles sabem que TODAS as mulheres são atraídas por algum tipo de PODER. Um cara que tem 
mulheres que rodeiam ele, que é muito mencionado nas rodas de mulheres, que usa roupas caras,
que tira fotos com carrões importados, que vai a um lugar famoso é naturalmente visto como BOM
por elas, muito embora elas não tenham provas mínimas de que o cara realmente seja bem sucedido.

Assim sendo, nobres confrades, quando os senhores virem um cara que tem mulheres rastejando por ele,
das duas uma: ou ele é cantor, jogador de futebol, algum artista da TV, ou é um tremendo dum MENTIROSO!!!

Cafajestes apenas se mostram como as mulheres querem que o mesmo seja: alguém bem sucedido, destacado em seu meio social. Se eles forem verdadeiros, mostrarem suas limitações, por certo irão
se dar mal. Essa é a REAL.

A Real é o caminho para os Leões.

Por Cmdt.Charlie,postado originalmente na comunidade "O perdedor mais foda do mundo".

Aceite a raiva.

A raiva, em si, não é má.



Você tem sido ensinado desde criança que é feio sentir raiva, que a raiva é pecaminosa, que a raiva é ruim... PARE!

Aceite-a, não a reprima e tente compreendê-la. A compreensão só é possível através do testemunhar, da observação. Se você aceitá-la, ela desaparecerá sem causar estragos... se você reprimí-la, o seu próprio corpo será afetado... alguma doença poderá lhe ocorrer, por exemplo. Um câncer...

Estou trazendo à você uma nova abordagem, a chave para você não se tornar um misógeno, ou um revoltado.

É natural que você sinta raiva no contexto da REAL, porque muita energia negativa é criada aqui; contextos e relatos de outras pessoas naturalmente criarão energia raivosa em você porque você estará absorvendo conhecimento, e no meio desse conhecimento poderá vir algo negativo no meio...

A raiva é energia destruidora, mas ela pode ser transformada em energia criadora se você compreender o que ela é...

Como não alimentar a raiva?

Toda a vez que a raiva surgir, observe-a passando através dos seus olhos e não se envolva. Se você se envolver com a raiva, ela lhe possuirá, e você será um fantoche nas mãos dela... e o que acontecerá? Algo desastroso... quando a raiva passar, e a sua visão se tornar limpa e clara novamente, você verá as consequências.

A dinâmica da raiva é exatamente como a de uma tempestade: raios, trovões, ventania... no máximo 3 ou 4 horas de chuva e acabou... novamente, após chuva, a calmaria, a tranquilidade.

A raiva sempre virá... lembre-se disso. Você escolherá ser raivoso ou não. A sua atitude é como a de quem escolhe entrar na chuva ou se proteger dentro de casa. Se sair para a chuva, a tempestade, será molhado. Se ficar dentro de casa, não será afetado.

Sua consciência é como um espelho límpido, sem pó... em sua forma original e pura, a sua consciência não é boa nem má, ela simplesmente É. Não é uma coisa exatamente... ela já nasce com você... sua mente é dada pela sociedade e pela cultura onde você nasce.

A Real é um movimento para você se tornar mestre de si mesmo, não um viadinho reclamão, resmungão e chorão.

Jesus disse em algum lugar que o caminho para a salvação é estreito, e Nietszche disse que para chegar ao céu você terá que passar pelo inferno.

Aceite o inferno e aceite o caminho estreito.

Como um peregrino que caminha ao lado de uma estrada, assim será o seu caminho. Não se apresse para chegar ao destino. Você chegará. Vá com calma. De vez em quando o peregrino também tem que parar para tomar um banho e se alimentar. A poeira se acumula em seu corpo... pare para descansar, e quando o sol surgir, inicie novamente a sua caminhada.

Muitos homens debandarão da Real dando desculpas convenientes a si próprios... muitos utilizarão de escapismos. Todos eles tem um "switch" dentro de si para sair do caminho das pedras na "hora certa"... eles fogem, fugirão e vocês verão eles fugindo. E do lado de fora, eles ficarão tentados a voltar; é como um pêndulo de um relógio: ora eles voltarão, ora eles sairão, e o ciclo ficará nisso, infinitamente. Quando saem, acumulam energia pra entrar. Quando entram, acumulam energia para sair. E assim seguem os macacos pulando de galho em galho, como um evangélico que se torna católico, que se torna hindu, que se torna espírita... isso não tem fim, até que eles escolham sair da "roda".

Buda já dizia isso, em outras palavras, quando falava da Roda do Samsara.

Não adie a sua caminhada por ninguém.
É natural que pessoas fiquem para trás.
Um quebrará a perna...
Outro sentirá fadiga.

Se o seu objetivo é o cume da montanha,
você terá que fazer uma escolha:
Ou você fica para ajudar,
ou você continua o seu caminho.

Eu já escolhi o meu caminho...

E você?

Atinja o seu objetivo e esperem os outros alcançarem-no.

O caminho para se perder é largo e fácil.

Esteja alerta e consciente no caminho.

Aprenda a ser um observador, uma testemunha.

Não se envolva com nada.

A Real não é para todos!

A Real é o caminho para os leões!

A Ilusão vista de fora.

Elas conhecem os seus sentimentos

Sim. Aquela potranca lá da facul sabe que você está de quatro por ela. Aquela vadia do trabalho sabe que você come com os olhos a bundinha dela. Quando ela se aproxima, você tenta, de forma patética, disfarçar suas intenções. Tenta não tremer, não gaguejar, tenta manter as pernas firmes. E o pior: você acredita piamente que ela não está sabendo de nada!!!




Pois bem: ela sabe de tudo! Ela até finge não saber, se faz de desentendida. Mas elas sabem quando um homem está gamado nelas. Você já ouviu falar no sexto sentido feminino? Pois bem: o sexto sentido é a capacidade que elas têm de detectar a paixão masculina.

Elas sabem o que você sente. E zombam de você por isso. Seja brincando de aproxima-afasta (quem já leu os livros de Nessahan Alita sabe do que se trata este jogo), seja fazendo piadinhas sobre você entre as amigas, seja te fazendo de miguxo, ou te transformando em um namorado capacho!

Esta verdade é muito forte! Elas sabem, com precisão, quando um cara está ou não apaixonado! Se você para pra pensar, pode chegar a várias conclusões sobre o comportamento delas!



-------------------------------
Primeiro: O homem apaixonado pode se tornar um alvo fácil para manipulação. A mulher pode usar um homem apaixonado a seu bel prazer.

Se o cara tiver algum destaque, ela pode, simplesmente, facilitar tudo para o sujeito "conquistá-la". Por exemplo: se o cara tem dinheiro, ela pode manipulá-lo para que ele gaste muito com ela. Se o cara não é tão rico, mas tem beleza física, ela pode usá-lo para humilhar as rivais, em um jogo de egos de quem tem o macho mais destacado.

Eventualmente, pode rolar um jogo de exclusão social, para tornar o cara ainda mais vulnerável. O cara apaixonado é vulnerável mesmo quando tem a família e os amigos para alertá-lo sobre a pistoleira. Imagine quando o cara está isolado! A mulher irá usar a língua do cara como papel higiênico, e o otário vai achar bonitinho...

Quando o cara não servir mais, ela, simplesmente, vai inventar que "o amor acabou", "não reconhece mais o homem pelo qual ela se apaixonou", "o relacionamento não tem mais a mesma magia de antes" (essa foi de matar), etc. O mesmo pode ocorrer se ela encontrar um mais destacado que o atual, ou que provoque mais "emoções fortes".




-------------------------------

Segundo: Se o cara não tiver destaque, não significa que ela irá escurraçá-lo. Mesmo um não-destacado pode ter alguma utilidade para elas. Porém, o cara vai ser feito de miguxo! Ela vai deixar algumas falsas esperanças para envolver o apaixonadinho. Isso o manterá sempre ao redor dela, para ser usado como conselheiro sentimental; ou, eventualmente, para fazer favores para ela, como comprar alguma coisa mais cara. Porém, ela jamais irá ceder a alguma investida do sujeito!





Nada é mais humilhante para um homem que ser feito de miguxo. O miguxo é ainda mais lixo que o namorado capacho; pelo menos, este último recebe sexo, ainda que de péssima qualidade.
-------------------------------



Resumo: um cara apaixonado não tem a menor chance contra uma mulher! De uma forma ou de outra, ela irá te jogar na merda e irá te humilhar caso você esteja apaixonado!

Posto isso, resta apenas uma alternativa ao homem: não se apaixonar. Ou, em outras palavras: o desapego. Isso vai contra tudo o que os homens aprenderam a vida inteira. Mas não existe outro caminho para o homem, senão o total e completo desapaixonamento. E com um detalhe: o desapaixonamento não pode ser simulado! Ou você é desapegado, ou você não é!

Se você é um apaixonado e tentar simular o desapaixonamento, será desmascarado! Ela sabe que você está apaixonado. E percebe melhor ainda que você está tentando esconder sua paixonite. E ela irá te humilhar de uma forma que você vai desejar morrer!!! Acredite você ou não, eu não estou exagerando!



Como atingir o desapego?




Para responder a esta pergunta, três regras precisam ficar claras:



1 - Apenas homens sinceros podem atingir o desapego. Se você é um aprendiz de cafa e está aqui para pegar dicas PUA, desista

2 - O desapego vem com o tempo. E quando digo TEMPO, quero dizer algo como UM ANO OU MAIS

3 - O desapego não pode ser simulado. Ele é natural!



Para entender o desapego, podemos fazer uma analogia aos músculos. Para o sujeito ficar bombado, leva um ano malhando muito, comendo feito um mutante e dormindo feito um urso. Precisa ter muita FORÇA DE VONTADE E DISPOSIÇÃO. O seu corpo passou a vida inteira sendo alimentado com Doritos e batatas Ruffles. Se livrar de todas essas toxinas para ganhar um corpo forte e saudável não vai acontecer da noite para o dia. Leva tempo!

Quando você chegar lá, não vai precisar simular força. Você, naturalmente, terá músculos de aço

Com o desapego, ocorre o mesmo. Ele precisa ser construído. Da mesma forma que você não aprende a ser forte, você não aprende a ser desapegado! Pelo contrário: com o passar do tempo, você vai absorvendo mais e mais os conhecimentos sobre as mulheres, e, naturalmente, você vai se tornando desapegado. Isso se você está aqui com interesses legítimos de entender a dinâmica da matrix.



Para se construir músculos, você precisa confrontá-los contra os pesos. Para se construir o desapego, você precisa se confrontar com a realidade. Não adianta querer negar a natureza feminina! O que você ler nos blogs da real é uma realidade muito dura, muito cruel. E vai contra tudo o que aprendemos a vida toda. Mas este confronto com a natureza feminina é necessário!

O mais importante: não se revoltar! Por pior que seja a natureza feminina, elas não escolheram ser assim. Elas, simplesmente, são deste jeito! A partir do momento que essa verdade fica clara, se torna mais fácil estudar a natureza feminina sem se tornar um misógino.