Um resumo de Nessahan Alita

Por Lobo Mau

1 - Não tente se enquadrar no modelo masculino ideal confessado por elas. Aqueles que as dobram são justamente o contrário do que é anunciado.

2 - Não perca tempo interrogando-as sobre o que querem: observe-as e descobrirá. Se você perguntar será enganado.

3 - sempre que receber uma promessa, não acredite que a mesma será cumprida espontaneamente e estabeleça um castigo à altura da fraude, informando-a. Se você não fizer isso, ela se divertirá te enganando.

4 - Para as mulheres, o certo é aquilo que provoca sentimentos agradáveis e o errado aquilo que as desagrada emocionalmente.

5 - Não adianta alertar, advertir, avisar, brigar, etc. e menos ainda discutir ou polemizar com as mulheres, pois as suas opiniões teimosas e caprichosas somente são alteradas quando o impacto de seus próprios erros as atinge nos sentimentos, provocando sofrimento.

6 - Você deve usar o silêncio por longos períodos somente quando estiver sido vítima de alguma pilantragem emocional. No resto do tempo, deve atenuá-lo com falas acertadas. Porém nunca deve ser muito falador.

7 - As fêmeas devem se sentir amadas mas não muito, muito protegidas mas não totalmente e temer um castigo sempre pendente cuja intensidade e limites sejam impossíveis de calcular. As punições, neste caso emocionais, devem ser justas, curtas e impactantes. As melhores “punições” são estas: trocá-la por outra, transformar a relação de compromisso em relação livre ou, em casos extremos, acabar com a relação (jamais bater, agredir, gritar, ameaçar etc.).

8 - Se permitirmos que tentativas de ludibriação passem em branco após terem sido descobertas, cairemos em descrédito. Por outro lado, se as castigarmos dolorosamente no campo sentimental, passam a nos admirar em seus íntimos, ainda que chorem, se lamentem e protestem.

9 - Quando você perceber que ela vai desaparecer, ficar sem telefonar ou sem atender ao telefone de propósito para infernizá-lo, antecipe-se e roube-lhe o triunfo ordenando-lhe que não o procure, não telefone e que aguarde por tempo indeterminado até que você o faça.

10 - Identifique os comportamentos contraditórios que incomodam e estão criando confusão. Uma vez identificados, simplesmente encurrale-a dando-lhe um prazo bem curto para que se corrija. Antes de tudo, o que importa é descobrir a verdade para que fiquemos livres de preocupações posteriores.

11 - Não queira vencer a guerra da paixão, sabote-a não tomando parte.

12 - A adúltera reage com indignação quando sua fidelidade é questionada e se livra do embaraço dos indícios de conduta suspeitosa qualificando o pobre marido de "inseguro".

Às mulheres exigentes!

Por Conde de Monte Cristo

Diante de tantas exigências insanas e absurdas hoje em dia por parte das mulheres,vou fazer um cadastro aqui de mesmo teor das mesmas.
*NOME: Edmond Dantes,mais conhecido como o Conde de Monte Cristo;
*IDADE: 32 anos;
*CIDADE: Marseille-França;
*ESTADO CIVIL: Solteiro(situação permanente);
*TEM FILHOS? QUANTOS:Nenhum;
*MSN: Tenho;
*QUALIDADES: Sou Viril, Machista, Bon Vivant, Personalidade, Humor e com alto teor de Testosterona;
*INTERESSES:Sou um Nobre Conde e para fazer jus a tamanha comenda e status quero ter ao meu lado esposas que se enquadrem exatamente no meu perfil exigido.Vamos à ele:

1)Idade entre 18 à 25 anos;
2)Sem carreira profissional;
3)Que cuide e tome conta da casa e das crianças em tempo integral;
4)Que cozinhe muito bem;
5)Que se submeta ao meu sexo selvagem viril e varonil a qualquer hora do dia,com boa vontade e disposição;
6)Ser bem gostosa,de preferência que tenha o cú rosa,mamilos bicudinhos,coxas grossas,bumbum empinado,lábios carnudos, boca aveludada e profunda;
7)Pode-se também falsa magra e gordelícia;
8)Ser bem feminina,doce e calma;
9)Que aceite,sem pestanejar,a minha autoridade de Macho Reprodutor;
10)Que saiba me paparicar e me fazer surpresas.Exemplo:me acordar com uma bela chupetinha,deixar minha cerveja sempre estupidamente gelada,fazer sempre meus pratos favoritos,sempre usar roupinhas e lingeries sensuais dentro de casa,na minha presença;
11)Não coloque suas prioridades futéis de ver novela, baladas, fofocas,amigas vadias e dor de cabeça acima do meu alto teor de testosterona;
12)Exames Ginecológicos e de DSTs todos OKs;
13)Atestado de antecedentes criminais limpo;
14)Ter boa procedência familiar;

**OBSERVAÇÕES:

*Mães Solteiras e Coroas Barangas Desesperadas,sem chances para relacionamento sério.A não ser sexo eventual e sem compromisso(sujeitas à aprovação);
*Ex-casadas(sem filhos),apenas com carta de referência do ex-marido.

A força da matrix

Por error404

Um pequeno relato para mostrar aos novatos de real, como eu, como pode ser difícil se libertar da matrix.

Ja contei aqui no forum sobre o fim do meu casamento, pra resumir depois de 5 anos de namoro e 2 de casamento fui deixado, provavelmente por nao prover as emoçoes que ela queria. 

4 meses depois do ocorrido, eu como todo paspalho que viveu idealizando mulher, ainda sofrendo, deprimido, sem pegar mulher, recém chegado em uma cidade onde nao conheço ninguem(sp). Porém buscando crescimento graças aos textos da real.

Eis que percebo uma guria meio que flertando comigo no trabalho, bem bonitinha por sinal, só que eu nem cheguei nela, acho que e pela auto-estima baixa, ainda nao me sinto confiante. Porém ELA acabou me encontrando e me adicionando no facebook (sim, acesso essa bosta de vez enquando). Cotuquei ela cotucou de volta, troquei algumas mensagens que acabaram reforçando a suspeita de que ela tava afim de mim, e no outro dia conversamos mais um pouco. E aqui entra o resutado de anos afundado na matrix, simplesmente não conseguia parar de pensar na garota.

Mesmo lendo uma quantidade enorme de material da real, acabei idealizando novamente e ja imaginava um milhão de coisas com essa bendita. Em algumas horas eu me falava "imbecil, para de pensar nessa porra, vc nem conhece a menina direito", mesmo sabendo que eu podia me decepcionar bonito não conseguia parar de pensar nela.

Resultado: entrei a alguns minutos no facebook e vi uma msg dela dizendo que tava na casa do "neguinho" dela, provavelmente se preparando para um anal giratório.

Nem me espantei muito, graças ao conhecimento que os confrades tem me passado aqui. Mas pude constatar que aprender a real não é nada fácil, é como vi em um texto do Conde, leva anos. Afinal vivi a vida toda com a idéia errada do mundo em mente.

Portanto amigos, não fiquem achando que com poucos meses de real, já estão aptos a encararem o mundo de frente. A caminhada é longa e requer olhos sempre atentos, com a matrix nao se pode baixar a guarda. E tomem cuidado especial com os períodos de carência.

[Relato]Como eu já fui otário

Por Jean Matheus

Fala guerreiros!Vou relatar aqui a minha "saída" da matrix e como eu já fui otário:

Em 2009,quando eu ainda estava no terceiro ano do Ensino Médio,eu estava ficando com uma garota bem mediana,sem destaque,evangélica e parecia ser santinha.Pra ela estava sendo ótimo.Eu era um dos caras mais destacados e conhecido do colégio.Até que chegou o dia em que as aulas acabaram e uma semana depois ela resolveu terminar pelo msn.Fiquei chorando feito um idiota.


Passou uma semana,fui assaltado,perdi minha pasta de desenhos.Fiquei muito chateado mesmo.E pra completar,depois de uma semana,jogando bola com os amigos,torci o tornozelo,rompi o ligamento(terceira lesão grave seguida).A parti disso,comecei a entrar em depressão.Eu tava incoformado em como essas 3 coisas poderiam acontecer em um único mês(3 semanas seguidas). Ficava no msn direto só recebendo migalha e sendo usado como escravo emocional dessa sociopata.A garota jogava muito bem comigo.Usava o clássico joguinho de "vem e empurra".Conseguiu me segurar por muitos meses.E eu ainda achava que tinha esperanças.

Minha vida se resumia em ficar na merda.Ficava o dia inteiro em redes sociais,não queria saber mais de treinar e só me afundava.Perdi muito peso na época.

Chegou um dia em que teve uma festa junina e lá estava ela.Passou por mim e nem me cumprimentou.E eu nem olhava pra cara dela.Mas ela ficava puta,passava por perto de mim toda hora pra chamar atenção e eu nem queria saber.Foi então que ela resolveu jogar pra valer.Ficou com um moleque gordinho,mais baixo que ela,bem escrotinho.Quando vi a cena,fui embora da festa e cortei contato com ela.

Passou umas semanas comecei a gostar de uma garota da minha sala do curso de inglês.Eu era um verdadeiro miguxo.Ficava ouvindo ela falar do garoto da nossa sala que ela gostava,me pedia conselhos e favores.E eu crente que nessa de ser legal,iria me dar bem.Porra nenhuma.Me declarei pra ela no shopping,e ela disse que teria que mudar de turma,chorei na frente dela.Foi simplismente ridículo.Parecia cena de filme de comédia romântica.Me despedi dela e em seguida encontrei no orkut dela,ela marcando com esse moleque de sair.Desisti e deixei pra lá.



Até que um belo dia,eu estava no orkut e por acaso encontrei a comunidade do Silvio e a OLODM.Foi o meu primeiro contato com a Real e eu estava precisando de umas doses urgentes.Ficava o dia inteiro lendo as comunidades,blogs,Nessahan Alita.Até que cai na Real.Voltei a treinar,ganhei 4 kg em uma semana,aos poucos recuperei o meu corpo e performace,e comecei a mudar.

Após ler por uns 2 meses,resolvi por em prática o que eu havia aprendido.Fiquei com uma garota do curso e tudo estava dando certo.Ela ficou extremamente apegada a mim e duas semanas pedi em namoro.Nesse mesmo dia fiquei sabendo que ela ficou com 15 moleques.Detalhe:ela tinha 15 anos,e porra,ficou com o triplo do que eu tinha ficado.Fiquei mal e meio arrependido de ter pedido em namoro,porque sabia que seria furada.

Mas a sedução dela era tão forte,que acabei deixando esse pensamento de lado.E eu ainda achava que sabia tudo da Real.Tudo tava indo bem,ela vivia me mandando mensagens,queria me beijar toda hora.Foi passando um tempo e a relação foi esfriando aos poucos,mas parecia estar tudo bem por parte dela.Viajei,não recebi mais mensagem nenhuma,ela não atendia minhas ligações e me deixou no vácuo no msn.Voltei de viagem e ela quis terminar comigo.Perguntei:era pra isso que você queria que eu entrasse no msn?Ela respondeu:"não(e colocou um emoticon de assustada)".Só falei:"Tá bom.Adeus!"



Sai imadiatamente do msn.Mas tive que entrar novamente depois pra marcar um negócio com meu amigo.Entrei off e vi o sub dela dizendo que tava pensando em ir em micareta.Cortei contato e nunca mais procurei ela.No curso ela vivia me reparando e perguntava por mim.Mas continuo cagando e andando até hoje.Pensei comigo:eu sou um cara honrado,tenho boa aparência e ela?Uma garota que nem dá pra confiar e nem bunda tem.Quer saber?Deixa pra lá,mereço algo melhor.

Aê eu passei a ler mais a Real,e vi que eu cometi um erro que muitos cometem,que é em achar que só lendo e em pouco tempo já sabemos tudo.Nesse mês tá fazendo 1 ano que conheço a Real e até agora conquistei o mais importante:o desapego e pensar em meu desenvolvimento pessoal.Isso já é o primeiro passo.

Derrubando uma falacia: CAPE DIEM

Por Frank Mir

Salve confrades...

todos ja ouvimos dizer na expressão ''carpe diem''

segundo a definição no wikipledia detona o tal seguinificado:

''Carpe Diem é uma frase em latim de um poema de Horácio, e é popularmente traduzida para colha o dia ou aproveite o momento. É também utilizado como uma expressão para solicitar que se evite gastar o tempo com coisas inúteis ou como uma justificativa para o prazer imediato, sem medo do futuro.''

parece que hoje em dia , nesse mundinho esquerdista e de pura imagem e estatus matrixiano , essa lei é levada a sério d+ e ate destorcida pela camada leiga e desonrada..

o que acontece é que o sujeito matrixiano ou a mulher moderna acham que de tal forma o seguinificado dessa palavra é agregado a ter uma vida promiscua , regrada a alcool a semana toda , uma pagação exarcebada de status quo e inflação de ego..quem nunca passou pelo menos por uma situação na epôca de matrix que o filho duma Puta virou para vcs confrades e disse:


''-Ta no inferno abraça o capeta brother!! curte o momento , carpe diem''
''-Num to fazendo nada mesmo..bora lá''

ORA , PORRA..
o real seguinificado da palavra cape diem oriundo da filosofia antropologica denota como no exemplo da wikipledia aproveitar os momentos praerosos da vida , momentos familiares , momentos de valor que no etilo de vida moderna que vivemos acabam passando batido sem nós dar conta que um dos prazeres reais da vida estão nisso!!






Agora , como várias expressões de valor na sociedade essa acaba sofrendo uma distroção manginista matrixiana feminazi e o sujeito atolado no mundo de ilusoes, esqueçe que para conquistar a gloria , vc primeiro tem que se fuder , ralar , estudar...não tem como implementar em todos os momentos da vida o carpe diem , há momentos que vc como um homem honrado vê todos seus amigos matrixianos saindo de balada , ''curtindo a vida'' , ''pegando ar mule'' , namorando e voce lá, o paspalho sem destaque sozinho no 5 contra 1 nos sabados anoite , estudando aperfeiçoando seu lado profissional , emocional e intelectual para quando daki 10 , 12 anos os cafas acabarem sozinhos , velhos e pobres , e o apagado socialmente se tornar o mais novo alfpha comedor e executivo de sucesso..

Não caem nessa falacia matrixiana amigos , é uma ARMADILHA...CARPE DIEM MODERNA É O CARALHO!!! , o negocio é que tem q se fuder msm , ralar , estudar , se apefeiçoar e não abrir mão de um futuro glorioso em troca de momentos fúteis , de prazer momentaneo e pagação..
Passar pela tempestade para chegar no paraiso com o sol nascendo..por que afinal de contas , no final mesmo so o que sobre é VÔCE E SO CONSIGO MESMO QUE VC PODE CONTAR 100%!!

Descobri a Real já casado/namorando! E agora? (Parte 1)

Confrades,
deste tipo de situação ninguém está imune. Com as pressões sociais, as ilusões românticas nos cercando desde o berço e a experiência modificando nossas necessidades primárias, é uma decisão que alguns aspirantes a Guerreiro já devem ter tomado.
Nosso processo de saída da Matrix enfrenta os mesmos passos que o processo de aceitação de qualquer perda, sendo que o que está sendo perdido é a falsa pureza de sua mulher. Assim sera quando você for aprendendo sobre a Real: primeiro, você tentará classificar sua mulher como exceção a tudo o que você aprendeu conosco; quando vir que ela não é exceção, se revoltará contra a Sombra dela, lutando para não transformar em agressão verbal, ou até física, sua indignação por tudo o que já sofreu; quando a revolta passar, passará em sua mente fazer sacrifícios (ser mais dedicado, tentar sutilmente ou não mudar o comportamento seu ou dela) para que a Sombra dela desapareça; quando os sacrifícios não derem resultado – ou até mesmo tornarem o Lado Obscuro de sua companheira ainda mais forte – profunda tristeza se abate na alma do homem, ao perceber que sua mulher nada teve de especial, que ela foi capaz de lhe manipular e usar de várias formas; por fim, findo este luto pela ilusão desfeita, esta tristeza passará, dando lugar a aceitação da Sombra da pessoa com o qual se casou.
É importantíssimo só tomar uma decisão em relação a se seu relacionamento ainda tem que ser mantido, após esta aceitação final chegar. Qualquer outra fase poderá distorcer seu julgamento, considerando a Sombra dela mais poderosa ou mais fraca do que ela realmente é.
A principal avaliação a fazer é a da dedicação pessoal. O quanto ela é capaz de abrir mão de algo que ela goste, em prol de lhe auxiliar? Saiba que Sombras poderosas são altamente egoístas; quando não recusam diretamente qualquer auxílio a você, exigem compensações exorbitantes para qualquer coisa que ela lhe dê. Se você consegue identificar no passado do casal, gestos genuínos de desprendimento dela por você, a Sombra dela não era tão poderosa; se ela ainda repete estes gestos no presente, sua relação ainda pode ser "salva". Contas divididas num mês em que hajam mais gastos, menos recursos para o supérfluo dela, a postura dela quando você fica doente, todos estes podem ser marginadores da força do Lado Obscuro dela.
Outra avaliação extremamente importante é como os bens e as dívidas dos dois estão divididas. Qual é o regime de casamento de vocês? Se não são casados de fato, houve um contrato de União Estável? Se não há nem União Estável, vocês já convivem há muito tempo? Ela possui recursos próprios, é ajudada pelos pais, ou depende unicamente do seu trabalho? Possui filhos que não sejam seus biologicamente que recebem pensão, ou não recebem nada? Deixa as despesas do lar ou os custos do namoro inteiramente na sua gestão, ou reparte algumas com você? Já que a Sombra é egoísta, quanto mais poderosa ela for, mas exigente em direitos e esquiva em deveres ela será. Uma Sombra muito poderosa pode inclusive fazer a mulher agir abertamente no sentido de lhe deixar com todos os ônus da união!
Outras reflexões sobre a quantidade de parceiros confirmáveis ela já teve (a Sombra é mais forte quanto mais relações ela já teve), as amizades dela (a Sombra sempre atrai Sombras semelhantes em atitude e força) e o tamanho da discrepância entre o que ela diz e o que ela faz (a Sombra delas é tão hipócrita que acredita em suas próprias mentiras, por mais absurdas que elas sejam), lhe dirão o quanto o Lado Obscuro domina as ações de sua "namorida".
Mas que o aspirante a Guerreiro, já que aceitou que ela tem uma Sombra, não se iluda novamente: toda mulher tem uma Sombra, uma face egoísta, manipuladora, ególatra e utilitarista em relação a qualquer homem, principalmente você, garotão! A mesma mulher que lava as suas cuecas, ou ajeita a gola da sua camisa, é a que sonha com o dia em que você limpe a calcinha dela com a língua! Você pode ter a sorte de descobrir que tal obscuridade não é tão forte quando você imaginava, mas não conseguirá provar que ela não existe.
Procure pela Sombra dela investigando o motivo de suas ações: em que estar com você é útil a sua mulher? Você a sustenta, tanto aos seus necessários quanto aos seus supérfluos? Tem uma aparência que atrai inveja e elogios para ela? Dá dignidade social a ela por conta do nome de sua família ou do cargo que você ocupa? Se desdobra para manter a autoestima dela alta? Gasta rios de dinheiro tentando curar o tédio dela? Você lhe dá sempre razão e se acovarda cada vez que ela levanta a voz? A Sombra da Mulher, aspirante, quer os homens pelo que eles podem proporcionar a ela, em termos materiais e emocionais – quanto mais, melhor. Se ela achar alguém que faça mais ou melhor, a Sombra sussurará no ouvido dela que ela deve chutar seu traseiro. Sem qualquer consideração pelo "amor" que você tem por ela. Nenhum.
E no nosso mundo, a Sombra da Mulher é tão pouco repreendida socialmente, que não é necessário muito estímulo para ela ser seguida.
Apesar disto tudo, não descarto a possibilidade do aspirante descobrir que sua mulher não parece ter uma Sombra. Ela é capaz de qualquer sacrifício para lhe agradar. O sexo continua tão ou mais ardoroso do que quanto no início da relação. Ela não tem comportamentos suspeitos, teve poucos relacionamentos – confirmáveis, pois elas nunca dirão quantos parceiros realmente tiveram – e não é provocativamente sensual na presença de outros homens. Ela não se interessa pelo seu dinheiro, embora ela insista em que você melhore sempre de estilo de vida. Ela até é profundamente familiar e zelosa dos pais, os dela e os seus! Mas neste caso, você está casado com um tipo que pode ser muito perigoso: a exceção relativa.
Se sua mulher se enquadra neste caso, significa que algum fator alheio à vontade dela impede sua Sombra de se manifestar. Transtornos de comportamento, deficiências físicas (mesmo as leves ou discretas), uma profunda diferença social dela em relação ao meio onde vive são os fatores de repressão mais comuns; ou seja, ela não é assim porque lhe "ama do fundo do coração". Adivinhe? Se este fator sumir de uma hora para outra (tratamento psicológico bem executado, no primeiro exemplo), o que acontecerá? A Sombra dela será liberta de uma hora para outra, e ela buscará a satisfação de seus negros instintos com uma fome e uma crueldade sem medidas. Sua relação sempre correrá este risco, de você acordar com o Monstro depois de anos vivendo com o Médico.
Já aceitou a malevolência dela, intrínseca ao fato dela ser mulher? Se sim, já mediu o quanto a Sombra dela ainda pode ser domada?
E o que te restará a fazer depois?
Na próxima parte, concluirei falando das atitudes por tomar em cada caso: quando a Sombra dela ainda é domável, quando ela é uma exceção relativa, e quando sua mulher é completamente governada por seu Lado Obscuro.
Força e Honra!

Este é o seu caso? Deja vu?

 Nota 1: Esse texto publiquei no meu blog  que se tornará mero repositório de textos ou backup, diante de tantas baixas e mudanças siginificativas vou tentar contribuir com a Real escrevendo na medida do possível neste local em que me foi dada essa oportunidade, confesso que o aprendizado é revolucionário pelo menos para mim está sendo, eu aprendo muito coisa lendo ótimos textos  e relatos de guerreiros. Eu já li o Nessahan, a obra toda umas dez vezes e The Truth algo em torno disso, o inconsciente se modifica e sua consciência começa a refletir novas reações e posturas comportamentais. Tive contato com a literatura PUA ela nao oferece significativas mudanças no ego ou eu interior essa é a minha experiência e relato.
 
Vivemos numa era final das relações de gêneros duradouras; a tolerância entre os gêneros está se tornando impossível porque as mulheres destruíram todos os valores de coesão e sanidade que faziam das relações algo bom e saudável, o prazo de um relacionamento dura entre dois meses a um ano; um ano atualmente é muito, mas muito tempo mesmo.
Os relatos realísticos (fóruns de debate) daqueles que tem enfrentado problemas nos relacionamentos provêm da não cognição entre teoria ( literatura realistica) e prática e ou comparação com experiências anteriores e presentes não há uma correlação que deixe a compreensão fluir, que promova a identificação das causas sentimentais e seus nexos. Os mais apegados estão ansiosos e desorientados buscando uma solução rápida para seu tormento e incompreensão, lhes adianto que não há fórmula, senão eu haveria patenteado (rsrsrrs).
A fêmea moderna desde sempre ou muito jovem se especializa no lado obscuro e vira uma hábil profana com o decorrer da promiscuidade e jogos emocionais, a sedução para ela é uma arte, é um poder, uma habilidade que lhe gera satisfação pessoal e afirmação megalomaníaca.Elas brincam com os sentimentos dos homens, é algo corriqueiro, como se fosse um passeio pelo shopping, uma ida ao salão de beleza. Essa é a tal intensidade que tanto buscam, amam a dificuldade da conquista e desafios, são escravas de tal busca, a errância e sexo banal giram em torno disso. Elas jogam com vários homens ao mesmo tempo, a juventude é um tabuleiro do ego. As mulheres mais honestas sentimentalmente da atualidade são aquelas que dizem diretamente que não sentem e nada querem com você e aquelas que vendem o sexo, as primeiras desapareceram, há mais de uma década que não ouço ou presencio isso.


Os machos desavisados são engolidos e amarrados facilmente criam-se verdadeiras máquinas dentro da mente masculina que trabalham entorpecendo toda a racionalidade, estes dizem que mesmo após terem feito sexo, escutado tudo o que ela tinha para dizer ela me deixou, às vezes fala comigo, foge, me telefona etc, existem ainda os platônicos por escassez e ignorância que se apaixonam sucessivamente por diferentes mulheres.


Isso cria uma ebulição de emoções no macho, é a máquina da obsessão passional que provoca, baixa estima, esperança infinita, ódio, raiva, amor romântico, idealizações ilusórias, desejo de continuidade acerca de quaisquer tipo de comunicação, é uma rejeição não declarada, implícita que pode ser revertida a qualquer tempo porque não há certeza definitiva ( cria-se essa expectativa indefinida,falsa esperança). A fêmea jogadora adora ver o macho nesse mar revolto; sim elas são sádicas e querem perpetuar a expectativa, a dependência emocional nesse pobre ser que ficou de quatro, o deixam em “stand by”, porque no entendimento delas você é controlável, virou um brinquedinho submetido a um controle remoto emocional.

Enquanto isso ela continua sua busca por emoções com vários outros homens, você foi mais um vencido na lista extensa dela, que currículo elas devem ter dentro do ego delas; um dia a intensidade se torna rotina, a brincadeira vira cinismo e a depressão nasce como um gêiser dentro delas.

Soluções: cortar todo o contato com a fêmea, mudar de telefone, apagar ou excluir msn, bloquear a rede social. A segunda tentar promover a aplicação da teoria com a prática identificando as sensações e emoções com a experiência, testes seus limites, vislumbre cognição se assim conseguir ou volte para a primeira solução; mas se você sucumbiu a paixão tente encará-la como um treino porque esse jogo dificilmente será revertido, ficar num transe de submissão e manipulação emocional auto-sugestiva em parte e por provocação eventual não é salutar. Nessanhan foi claro que os conhecimentos descritos nos livros requerem disciplina, determinação e critérios de adaptação e conveniência em sua utilização e aplicação, você decide seu caminho, o conhecimento e a compreensão libertam.
 
Nota 2: A Real não é isso:  aprender a  conquistar uma fêmea pela qual você está apaixonado ou aprender técnicas de sedução; isso não é a Real.  Perceba a mudança quando você enxergar e sentir tais transformações em seu EU, é uma consolidação do aprender e saber , haverá uma nova visão dimensional na interpretação das relações de gêneros  os significados incorporados virão até sua consciência, dedique-se mais guerreiro isso vai acontecer, seu cérebro funciona, tenha disciplina e leia muitas vezes e sem ansiedade, você colherá esses frutos: segurança, confiança, autodominio, independencia em relação ao sexo oposto etc.

Funk

Excelente vídeo trazido ao fórum.


Deixe seu comentário no Youtube.

Porrada no churrasco por causa de copo de cerveja...

Por Doc Cavera

Certa feita, eu estava num churrasco da faculdade onde me formei...

Eu estava na condição de veterano, era um churrasco da atlética a qual eu pertenci e pela qual competi elevando o nome da nossa instituição...

Estava lá tomando minha cerva de boa numa roda com mais 3 amigos das "antigas"...

Meu amigo tomou um fora de uma vadia a poucos metros de distância e eu fiquei rindo da cara dele, em momento algum olhei pra menina ou fiz qualquer referência à pessoa dela...

Parece que ela ficou com raiva de mim, não sei! Só sei que ela chegou perto de mim e jogou o copo de cerveja dela na minha cabeça, eu como sou muito tranqüilo e nunca precisei dar porrada em mulher vagabunda, retribui o copo de cerveja dela, despejando calmamente o meu, que estava cheio, na camisa dela...

Fiquei quieto e deixei ela me insultar à vontade, continuei conversando com meus amigos, mas sempre com a visão periférica ligada, porque eu sabia que a qualquer momento eu poderia engajar em combate com um mangina...

O churrasqueiro, que era PM também, viu tudo e me deu razão, mas disse pra eu ficar na miúda, como de fato fiquei...

Nesse meio tempo chega um mangina grandão, mas sem nenhuma técnica de porrada, pra tirar satisfação...

Não pensei duas vezes quando ele se aproximou de mim e passei um "bandão" (ashi barai, vulgo: rasteira) no tontinho que caiu com tudo e ficou fora de combate...

Nisso juntou todo mundo da festa pra me quebrar, não fosse o PM que tava a paisana trabalhando de churrasqueiro pra complementar a renda da família eu poderia ter morrido alí naquele lugar...

Pergunta:
Vocês tem dúvidas de que essa mulher é filha da puta?

Por isso que hoje quando eu leio no jornal notícias do tipo: "Mulher era espancada por marido", "Namorado mata namorada por cíumes", etc...

Eu nem dou muito crédito...

Pois mulher adora ver homens se matarem e/ou se fuderem por causa delas...

Homens sensíveis

Por Sabretooth

Mais um texto perdido da primeira mgbh! Desconheço o autor pq ele havia deixado a comunidade (e antigamente quando um membro saia de uma comunidade suas postagens tornavam-se anonimas...) e é mais um material que resgatei do limbo. Bom proveito.

Homens sensíveis

Os homens estão românticos, são "sensíveis", não pode falar mal das mulheres, não pode falar mal das crenças dele, não pode falar mal do time dele, do país dele, da vida estúpida e medíocre em que ele vive.

Não pode, onde já se viu?
Questionar mulheres?
Questionar crenças milenares?
Questionar nacionalidades?
Não pode!

Os homens atuais estão muitos "sensíveis", não pode falar mal de nada, toque em qualquer coisinha deste homem, e ele vai chorar, vai espernear como uma criança mimada.
Esse é o resultado da "sensibilidade" feminina, da "romantização" psíquica, onde nada pode ser questionado, quem questiona algo, seja a mulher, sejam times de futebol, sejam religiões, logo são taxados de "perturbadores" da ordem.

Mas que porra de "ordem" esse homens "sensíveis" estão criando nesse mundo?
Se matando por mulheres, por crenças idiotas, por times de futebol, e por um pedaço de pano pintado?

Que porra de homem "sensível" é esse que se esta criando?
Que merda de homem é esse que se fica "afetado" quando se questiona seus apegos?
Isso é homem, ou é uma pseudo-mulher?
Que me perdoem as mulheres, porque elas, pelo menos, não são homens.
Ou são melhores que muitos homens sensíveis?

Somos mercadorias

Quanto está a sua cotação sexual hoje?

Imaginemos que você dispõe hoje de R$40 mil, e quer comprar um carro. Temos dois carros que custam, exatamente, R$40 mil cada um. O primeiro tem poucos recursos, não está na moda e não agrada muito o seu gosto pessoal. O segundo, ao contrário, tem recursos de última geração, agrada o seu gosto pessoal e é visto na rua com frequência. Em qual dos dois você investirá seus R$40 mil?

É óbvio que você irá escolher o segundo.

Agora, imaginemos que o primeiro carro (o modelo sem graça) é fabricado por uma empresa preocupada com o meio-ambiente. Além disso, essa empresa mantém algumas ONG's que assistem crianças carentes, respeita os direitos trabalhistas (os funcionários só falam bem da empresa onde trabalham) e o dono é uma pessoa honesta e muito bem-quista. 

Quanto ao segundo carro (o modelo super-descolado), o dono não liga para o meio ambiente, sonega impostos, obrigações trabalhistas, e o pior: usa a empresa apenas como fachada para atividades ilegais.

Pergunto novamente: qual dos dois modelos você escolheria?

Olha, eu sou capaz de JURAR que você CONTINUARIA ESCOLHENDO O MODELO SUPER-DESCOLADO! Duvido que você mudaria sua opinião a respeito do segundo carro, mesmo tomando conhecimento do péssimo caráter do dono da montadora. Não, não só você: todo mundo continuaria comprando o maldito carro, mesmo sabendo que poderia estar, indiretamente, financiando atividades ilegais! Dane-se o que é moral e ético neste caso, porque o que importa é estar "cool"!

Esta realidade descrita acima também se aplica ao campo sexual. As pessoas (homens e mulheres) tendem a valorizar mais a "embalagem" que o "conteúdo". Homens buscam mulheres lindas, com seios fartos, bunda definida, barriga mínima, rosto angelical, cabelo liso e coxas grossas. Mulheres buscam homens altos, fortes, com rosto que transmite agressividade e personalidade dominante; ou, ainda, bem-sucedidos financeiramente, líderes, que têm carro e com personalidade ambiciosa.


Ao invés de ficar se enganando sobre a natureza do sexo oposto, aprenda a ir direto ao ponto!

Perceba que, em momento algum, eu citei "caráter" nessa história. O foco deste blog é o comportamento feminino, mas, neste caso, podemos estender o assunto aos homens. Tanto um quanto o outro buscam características ligadas ao EXTERIOR. Ninguém está se importando o quanto você é "legal", "companheiro(a)", "atencioso(a)", fiel, etc. As pessoas querem saber é se você tem uma "embalagem" com alta cotação no mercado sexual. Quanto aos seus gostos, afinidades e pretensões, isso fica para análise em um segundo momento (na verdade, isso sequer chega a ser analisado).

Você, leitor, é único. Ninguém é igual a ninguém, isso é fato. Porém, isso não te torna especial! Ninguém liga para o fato de você almoçar usando dois garfos; ou de ter o costume de dormir com a janela do quarto aberta; ou pelo fato de curtir os livros de Machado de Assis. Ou qualquer outro costume bizarro que você tenha! Danem-se suas peculiaridades, isso não faz diferença no campo amoroso!

O texto parece ter um tom de desabafo, ou de protesto contra a realidade do mercado sexual. Mas a intenção, aqui, é justamente abrir seus olhos, para que você se adapte a esta realidade, QUE NÃO MUDARÁ NUNCA! Mulheres sempre desejarão homens poderosos; homens sempre desejarão mulheres gostosas! 

As mulheres têm o péssimo hábito de choramingar para todo mundo, dizendo que são tratadas como objetos. Na verdade, quem costuma tratar os outros como objetos são elas! Para elas, você não passa de um monte de músculos ambulante, ou uma carteira ambulante, ou um carro ambulante (ao velho estilo Herbie - o fusca), ou uma personalidade sensacional ambulante! Para elas, por trás dos músculos, do dinheiro, do carro ou da personalidade, não tem ninguém, nenhum ser humano, com sentimentos, emoções e pretensões!

Por isso, elas não têm o direito de reclamar quando as vemos como objetos também. Se você vê as mulheres como bundas ambulantes, seios ambulantes, rostos, etc., enfim, como um mero objeto sexual, não se culpe por isso: você é normal!



Portanto, ao invés de ficar aí quebrando a cabeça para descobrir como chegar naquela cavala da faculdade, ou naquela tchutchuca do trabalho, trate de aumentar o seu valor no mercado sexual. Nunca é demais repetir: vá fazer um curso que dê retorno financeiro! Vá malhar! Se aprofunde mais nos blogs da real e desenvolva o desapego! E abandone a velha visão romântica que você sempre teve a respeito delas!

Fracassos levam a mais fracassos ou às vitórias?

Por Rick Alba

Este tópico não tem o mínimo intuinto de ser auto-ajuda, mas sim de retratar um pouco do que já passei na vida, para ser mais especifíco dos 18 aos 24 anos. Espero que os que possuem essa idade reflitam sobre o descrito abaixo.

Quando se tem 18 anos, você tem uma vida toda pela frente, tirar a CNH, passar em um vestibular para um certo curso, formar-se nesse curso, fazer especialização, ter uma carreira, ganhar dinheiro e por que não escrever um livro da sua área ou, ainda, criar uma teoria?

Comecemos pela CNH, quem nunca se lembra de si mesmo quando estava apredendo a dirigir, no começo pode acabar deixando o carro morrer, esquecer de olhar o retrovisor ou dar seta, forçando a marcha, dentre outras coisas que os senhores bem sabem (os que estão apredendo ou já passaram por isso). Todavia, tudo bem, você aprende, você está bom, digno de filme "Velozes e Furiosos", daí, você vai fazer a prova, puta que pariu, que nervosismo, e se eu não passar? Terei de esperar mais duas semanas, terei de pagar mais $ e o pior, claro, eu fracassei? Bom, acabei reprovando 1 vez, na baliza foi tranquilo para mim, mas na rua cometi um erro absurdo, acabei saindo com o freio de mão, depois eu acabei deixando o carro morrer. 

Fazer o quê? Já era, foi-se, confesso, senti-me um fracassado, o que pensarão de mim? No primeiro momento eu me preocupei, depois percebi a idiotice disso, por que deveria me preocupar com os outros? O importante sou eu, o que eu penso de mim mesmo, se eu não acreditar em mim, quem mais acreditará? Na segunda vez, eu passei sem nenhum erro, de quebra, ainda, com o examinador intitulado como "o reprovador".

Avancemos, agora, para o vestibular, há muitos cursos, óbvio, qual devo escolher? Um que gosto ou um que dá dinheiro? Devido à nossa sociedade temos que pensar dessa forma, infelizmente. No começo eu queria ser médico, desde criança queria ser cardiologista, querendo isso, prestei vestibular para medicina, havia estudado muito, dia e noite, estudando com bastante afinco, eu passei? Não! Fiquei de excedente, não fui chamado, não acreditava no que estava acontecendo, como era possível, eu sabia tudo, achava que sabia, mas é incrível como o conhecimento foge da nossa mente quando precisamos de fato dele. 

Não desisti, era o que eu queria, passei duas semans bem entristecido, mas continuei, no vestibular seguinte fui aprovado, universidade federal, claro, não tinha dinheiro nunca na vida para pagar uma particular. No decorrer do curso, eu vi que não era o que eu queria, não tinha nada a ver, eu queria era fazer alguma diferença na sociedade, não achava que conseguiria através da medicina. Foi aí que eu optei pelo curso de Direito, o racicíonio da matéria do Direito, as incontáveis possibilidades de carreiras diferentes no Direito, no Direito eu conseguiria fazer algo de diferente na sociedade.

No decorrer do curso de Direito, eu já visava alguns concursos, visava concursos de técnico, até a aprovação em um deles, reprovei 2x no concurso de técnico judiciário, fui aprovado no 3º concurso, o complicado é que, após uma reprovação, você pensa e se eu reprovar de novo? Vai somando as reprovações, você fica pensando se é um fracassado, coisas do tipo. Além de, claro, o tanto que você estudou, as vezes que você ficou tão perto da vitória, eu digo que é muito duro, lembro da época, fiquei triste, chorei de verdade e não tenho vergonha alguma de falar que chorei, estaria mentindo se falasse que não.

Posteriormente, pedi exoneração do cargo, eu quis advogar. Uma coisa é fato na iniciativa privada você ganha infinitamente mais do que em um cargo público, todavia, você trabalha até perder a sua alma, se você quiser ser bem sucedido, claro. Fiz outros concursos também.

Bom, você pode pensar que fracassos levam à mais fracassos, no entanto, você está enganado, fracassos levam às vitórias, não possuo dúvida alguma disso, quando você possui um objetivo e passa a dormir com a convicção de que conseguirá alcançá-lo, você pode ter certeza que é um vencedor. As batalhas perdidas não o impedirão de vencer a guerra.

[Relato-sonho] Sonhei que me fudi.

Por Sombra Ghost

Olá confrades, sei que seria inútil ficar contando o que se sonha aqui, mas esse tem tudo a ver com a Real, sonhei agora pouco quando acordei e tenho que relatar aqui, como se fosse uma possibilidade caso eu não conhecesse a Real ou até um aviso.

Tive um sonho estranho que no início dele era como se eu nunca tivesse conhecido nada sobre a Real. Sonhei que "eu" era o "eu" de 7 anos atrás, que namorava uma garota na época, que me causava muitos problemas.

Sonhei que ao invés de terminarmos (por causa da vadiagem dela), continuamos juntos, felizes e de repente ela engravida e logo em seguida nasce uma garotinha, como eu era matrixiano fiquei feliz da vida tendo uma filha com ela, tornei-me um verdadeiro pai babão... que ficava andando pra cima e pra baixo com a criança (só em sonho mesmo que em questão de minutos ela já tava grandinha).

Nisso que a "minha filhinha" já tava andando, minha mulher viajou... mas já tava há um ano viajando, mas eu nem ligava, pois tava curtindo ser pai (só sonhando mesmo porque não tenho saco p aturar criança), e minha família também gostava da "minha filha".

Logo em seguida, lá estava eu no parquinho com a criança, de repente começo a ter revelações... de algo que nunca tinha vivido, mas que eu já tinha ouvido em outro lugar em outra dimensão, lembrei dos avatares dos confrades aqui do fórum mandando a Real em mãe vadia que abandona o filho, mas eu não sabia do que se tratava e comecei ficar confuso, a imagem daqueles avatars (alguns deles que lembro que era o Conde e sr X) e diziam em minha mente: "largue de ser troxa você vai cuidar de filha de vadia enquanto ela dá pra outro...", mesmo assim impressionantemente eu não sabia do que eles falavam, era como se eu estivesse maluco ouvindo vozes.

Mesmo assim, achando que eu tava maluco procurei fazer exame de DNA, e adivinhem... fiquei com cara de:


filha era porra nenhuma minha. Daí eu disse que não queria mais e todos me disseram: Agora já era, você é o pai, a mãe dela não pode cuidar, está em lua-de-mel com seu novo marido, viajou e não sabe quando vai voltar.

Eu comecei olhar pros lados que nem maluco tentando entender, o que aquelas vozes diziam e imaginava: to perdido!... nisso que fiquei olhando pros lados acordei balançando a cabeça pro lados e aliviado por conhecer a Real, respirando fundo...

___________________________________________________________________________________________

Esse sonho é verídico, ocorreu comigo agora de manhã, relatei logo pra não esquecer, parece grande mas no sonho foi coisa rápida, coisa de pouco menos de 2 min, tive a sensação do que é ser um trouxa passado pra trás, não quira se um.

A Dinâmica de uma Comêdia Romântica

Por C.O.B.R.A.

Tudo começa sempre em uma cidade movimentada (pode ser São Paulo ou Nova York) ou pode ser em uma cidade pequena qualquer.

O Mocinho do filme é um retardado mental, perdedor, tanso, burro, tímido, incapaz, cabaço e bonzinho, além de ter um sub-emprego de merda.
A Mocinha do filme é bonita, inteligente, ambiciosa, esperta, tem um bom emprego e já deu o rabo pra metade da cidade.

Claro o mocinho se apaixona por ela.
Ela por sua vez caga na cara do Mocinho e odeia o seu chefe na maioria das vezes.

O Mocinho começa a se aproximar de forma desajeitada e desconexa ao abordá-la tanto pelo papo quanto pela expressão corporal.
A Mocinha é simpática e ao longo do filme começa a se interessar nele.

Certa parte do filme ambos começam a andar de forma imbecil e mongolóide parecendo Hemiplégicos de mãos dadas e tudo é perfeito. Eles se casam e vivem felizes para sempre.

Engraçado que a maioria dos Matrixianos nem sequer nota o fato do homem ser ridicularizado, mais contudo se ele conquistou "a gata", então o fato dele ser um merda não importa.

Quero dizer que o principal é deixado de lado em prol da ridicularização de Homem e a exaltação de uma vadia arrombada.

Só é ver Sex and the City como exemplo máximo de modelo feminino.

Aviso a todos , parem de perder tempo ...

Por Lemmy

Amigos da real , quero fazer um desabafo a todos .
Hoje eu quero fazer um tópico polêmico mandando a real nos mandadores de real .

O masculismo está fudido por que os homens não estão mais ocupando postos altos na sociedade e a situação está cada vez pior . Eu olho para todos os meus amigos e ninguém quer saber de porra nenhuma , tá todo mundo preocupado com balada , academia , lutas e outras MERDAS DO TIPO . 

Aqui mesmo nesse forum tem mais postagens sobre porra de academia e artes marciais do que estudo . Vão estudar caralho , para não terem que baixar a cabeça para chefe feminazi para não precisarem ter medo de mulher , as mulheres quando assumem uma posição de prestigio acabam por humilhar os homens , e isso é nossa culpa pois não estamos lá , parem de vitimismo , de papo furado de que mulher é privilegiada , que homem tem que trabalhar desde de jovem , parem de historinhas porra . Vão estudar caralho . 

Academia é para quem já está formado , para quem já está estável ou no máximo para quem estudar em uma universidade DECENTE EM UM CURSO EXCELENTE , quem tá fora disso TÁ SENDO OTÁRIO em ir em porra de academia . 

Parem de fazer direito em uniesquinhas da vida e outros cursos sem futuro em lugares sem prestigio .
Parem de malhar 2 horas por dia
Parem de se preocuparem com hobbys imbecis .
Parem de se preocupar com videogame
Parem de se preocuparem com cerveja .

Se juntarem todo o mês os 70 reais de academia e estudarem as 2 horas que iriam gastar , se pouparem os 40 reais mensais em suplementos , se pararem de comprar ps3 de 1000 reais , se pararem de gastar os 40 reais mensais em bebida e os 100 reais em saidinhas e investirem esse dinheiro em curso ou em investimentos de renda fixa vão ter uma vida descente e não terem que abaixar a cabeça para mulher alguma .

A dedicação e o esforço garantem o sucesso , cada homem bem sucedido é um soco na cara do feminismo .

Matrixiano mando a Real sobre casamento!

Por Sombra Ghost

Bom caros confrades, meu último serviço no sábado pareceu mais um qualquer, com uma ocorrência de sempre, mas dessas vez o cara disse a verdade na lata.

Estava eu entrando de serviço saindo de um morro procurando um lugar pra fazer um lanche, quando entra uma mulher na frente de nossa viatura desesperada, pedindo ajuda, paramos e eu desci pra atende-la e ela me disse :"meu marido me bateu, me deu socos... vá lá e de um jeito nisso que não aguento mais, não precisa fazer muito mal a ele só pra ele se ligar"- eu respondi: "eu só posso levá-los pra delegacia, além disso eu não vi nada, então não posso fazer nada com ele, quem vai decidir é o delegado" (achjo que ela queria que eu fosse lá bancar o manginão e agredir o cara de graça apenas com o que ela disse).





Fui até a casa do cara e o chamei e solicitei que fossemos a delegacia pra esclarecer isso, ele me atendeu dizendo: "vamos mesmo, tenho que dar um jeito nisso não aguento mais, minha vida tá destruída, não aguento mais esse inferno..." tinha quase certeza que ele ia sair de lá preso mesmo independente de quem estivesse certo, mas era dever de ofício tinha que levá-los.

Chegando na delegacia o marido foi o tempo todo de cabeça baixa e na delegacia a mesma coisa, pareceia que o cara tinha perdido a motivação de viver... o delegado logo perguntou: "o que aconteceu aqui?" ela respondeu: "meu marido me agrediu." e o delegado disse: "então provavelmente ele vai ficar preso". Por incrível que pareça o marido dela nem mudou sua expressão, parecia que o cara nem se importava em ser preso mais... enquanto ela quase abriu um sorriso que tentou disfarçar, mas eu percebi.

Logo ela foi chamada pro depoimento e ela sempre dizendo que ela apanhava do nada, que ela tinha tomado um soco na nuca e que ele sempre bate nela a troco de nada, enfim o cara estava quase preso naquele depoimento dela, só faltava constatar por meio de corpo delito. Logo em seguida, foi o depoimento do cara, o cara estava extremamente abalado e dizia que nem importava mais o que tinha acontecido e que ele tinha dado um soco nela, mas nem respondeu o porquê, apenas disse que tinha dado e que queria resolver logo aquilo...

Levamos pro IML, foi rápido, mas eu tinha quase certeza que seria mais preso pela lei Maria da Penha, os dois (o casal) foram submetidos a corpo de delito e eles trouxeram cada um seu exame, e impressionamentemente deu lesão corporal pros 2, ele tinha mais lesão que ela...

Chegando lá ela entrogou exame toda feliz achando que ia ser flagrante e ele ser preso, mas logo em seguida foi visto o dele e que agressão foi recíproca. O policial civil ficou indagando ele: "por que vc não disse que foi agredido tbm?" (o inspetor achou que o cara tinha mentido e me chamou pra esclarecimento, me perguntando se quando cheguei ao local, havia indício pelos dizeres do cara de agressão recíproca, aquilo parecia muito importante pro cara nao ir pra cadeia com alegações de que ele estava mentindo, eu disse que me pareceu sim, mas o cara tava atordoado, isso aliviou a barra dele) ele disse que tava tão abalado que nem queria saber mais disso só queria dar um jeito em tudo isso mas que tinha sido agredido com objetos e quando fala em divórcio ela se faz de boazinha ,então o policial que os atendeu levou o caso ao delegado pra rever o que parecia no começo ser apenas agressão de homem contra mulher.

Daí ficou apenas eu e o marido da mulher na mesa de depoimento, e eu mandei logo a Real: É isso aí que tu quer pra sua vida se separa logo dessa mulher! saiba que a lei é feita pra fuder o homem, na melhor das hipóteses o melhor que vc vai conseguir aqui é nao ser preso, enquanto ela pode te prender a qualquer momento.

Daí o cara manda a Real sobre casamento: "Meu amigo casamento é o seguinte: "Acabou o dinheiro, acabou o amor. Quando a conheci eu era funcionario público, ela dizia que me amava mais que tudo, que eu era home da vida dela e que ela queria casar comigo... depois que me casei com ela, ela ia em meu emprego me desmoralizar na frente de todos, quase todos os dias, ela saía e não cuidava de nossos filhos o que me levava a faltar o trabalho, e de tanta falta por causa dela, fui demitido e mesmo demitido a justiça colocou ela como pensionista do meu trabalho, depois que fui demitido e meu salário passou pro nome dela, ela nem deixa eu dormir no quarto dela, nao cuida de nosso filhos, apenas ajuda alguns parentes dela com o dinheiro que era meu. Mesmo assim tive que começar do zero trabalhando como mecânico, mas não como me afastar, pois temos filhos. E ela não aceita se separar, enfim minha vida acabou... nunca faça uma besteiras dessa, não case..."

Logo em seguida respondi: "Beleza, mas vc não é totalmente vítima! eu nunca faria uma porra dessas! vai me dizer que vc não tinha nem uma suspeita que ela era assim?" -ele respondeu: "Sim ela era do tipo que vivia em festinha e em moto dos outros, mas ela era totalmente diferente comigo". Eu respondi: Ninguém é obrigado a ficar casado com ninguém, se separe desta mulher hj mesmo! sua vida ainda não acabou (nessa altura, percebi que ele nao ia ficar mais preso, pois foi agressao recíproca), hj vc colocou um pé na cadeia e voltou, se fosse uma "delegada" aqui vc já tava algemado, tá tendo uma nova chance, vai ficar sendo capacho dessa mulher? (durante essa conversa nossa a mulher dele estava batendo papo com outras mulheres presente na delegacia com maior clima de felicidade e gargalhadas...) então vc vai tomar atitude hj mesmo! afinal odeio prender trabalhador, acho uma injustiça, mas vc tbm tem que fazer algo por vc, seus filhos são importante, mas primeiro vc.

Ainda no final da conversa o inspetor tinha chegado com o despacho do delegado e ouviu o final da conversa nossa e ele que estava totalmente imparcial, também deu a opinião dele dizendo pro cara: "olhe pra vc e olhe pra ela. Vc é homem pode arrumar varias mulheres ainda,até se casar de novo, ela já é quarentona cheia de filho não vai arrumar nada." Eu só retifiquei, arrumar várias mulheres sim, casar de novo não.

No final ele e ela ficaram como autor e réu no despacho para o processo e ninguém foi preso. O cara me agradeceu, disse que já parou na delegacia inúmeras vezes por causa dela, mas que eu não o veria nunca mais numa delegacia por causa dela, e que ia se divorciar, focar em seu trabalho, morar em outro lugar, retomar os estudos e ser um novo homem.

Daí pergunto aos confrades do fórum, será que vale a pena se arriscar passar por isso???

As redes sociais mais populares de flerte: Badoo e Tagged


Vou comentar sobre asexperiências que tive na utilização desses dois serviços de paquera com funçõeslimitadas e gratuitas, também em apertada síntese vou traçar o perfil superficiale genérico dessas mulheres que delas participam.

Toda mulher que está nesseambiente já teve farta experiência sexual e emocional, são rodadas e quebradasemocionalmente e vou dividi-las em dois grupos etários 22-25 anos e 25-32 anos.O primeiro grupo contem a ególatras que procuram cafajestes tatuados e bombadose homens fetiche (maconheiro, delinqüente, playboy) além de fãs e bajuladores,a manginação ali é extraterrena; já o segundo compreende as curiosas,aventureiras, as corações quebrados atrás de muletas emocionais e as carentes medianas efeias, todas querendo atenção e bajulação.

A fotogenia do perfil e apopularidade na rede são essenciais para o inicio das comunicações e trocas demensagens; dicas: não permita que a fêmea conte muito sobre o passado delacorte o papo na hora; seja arrogante faça brincadeiras emocionais; use webcam;deixe claro que você não quer amizade; seja objetivo e não tecle muito, crieintimidade para falar de sexo e marque um encontro, não enrole muito, isto é o básico,são lanchinhos, mas também tem muita espertinha jogadora querendo seduzir e sair fora (treinando), falsas certinhas e coração quebrado(mada) atrás de miguxos, fãs e muletas emocionais.

Sempre consigo unslanchinhos nessas redes, mulheres de nota 6-7 em termos de beleza e estética,idade 25 a 31, as mulheres que vão parar nesses locais já são um caso perdido,tem de todo tipo e de todo jeito, mas o reino da manginação digital é o badoo,toda mediana kenga é idolatrada, elas se acham miss digitais, essa rede já foimelhor e mais tranqüila no começo.

Se você tiver tempo,paciência estiver meio apertado de grana vale a tentativa, nada substitui aexperiência de seu ambiente real, mas é uma forma econômica e possível de seconhecer fêmeas lanchinho. Esta é a famosa curva de rio digital, jogue suatarrafa ou rede de pesca quem sabe uma piranhinha fique presa nela, boa sorte.  

As mulheres modernas são viúvas-negras

Homens são melhores que as mulheres em tudo. Eu já escrevi isso pelo menos uma dezena de vezes. Somos mais fortes, mais inteligentes, mais resistentes, mais saudáveis, mais criativos, mais talentosos, mais empreendedores, enfim, não existe uma única área em que possamos ser superados pelas mulheres. Aponte-me uma área em que elas se destacam, e eu apontarei um homem que dá um banho nelas, exatamente nesta área. Seria isso uma injustiça da natureza?

Uma vez, li um ateu dizer que a tremenda diferença entre homens e mulheres é prova da inexistência de Deus. Segundo ele, a extrema fragilidade feminina (uma injustiça, segundo ele) é prova de que o design inteligente é uma farsa. Realmente, a absoluta superioridade masculina aparenta injustiça. Mas é necessária. E o motivo é bem fácil de se entender.

Mulheres não se importam com a segurança masculina. Nós, ao contrário, nos importamos com a segurança delas. Nos importamos até demais! Valores como o velho cavalheirismo provêm, justamente, do instinto protetor masculino. Somos melhores que as em tudo justamente para oferecer a elas segurança e conforto! Oferecemos isso, em última análise, por um motivo especial: para que elas gerem (e criem) filhos fortes e saudáveis.

Elas, ao contrário, não ligam para a nossa segurança e conforto. A proteção feminina é direcionada apenas aos filhos. Por um filho, a mulher é capaz de matar e morrer, essa é a real. Agora, pelo homem, qualquer esforço sempre será demais! Elas, simplesmente, não vêem motivo algum para se preocupar com os nossos problemas. A velha história do companheirismo feminino é falácia pura!

Mesmo não se importando com nós, elas sabem que precisam da força de trabalho masculina para se manter. Em outras palavras: a fragilidade feminina cria dependência

Eu preciso segurar esse filho da puta pelo menos até a criança nascer!

Só nesta primeira parte, já deve ter ficado claro o motivo de sermos melhores que elas em tudo. A superioridade masculina serve para proteção à mulher, de forma que esta tenha condições de gerar filhos.

Mesmo assim, imaginemos que o contrário ocorresse. Imaginemos que as mulheres é que fossem as mais fortes, mais inteligentes, enfim, mais tudo! Você já parou para pensar o que ocorreria?

Não é difícil imaginar. Observe, por exemplo, as viúvas-negras. Ali, temos um exemplo do que ocorre quando as fêmeas são mais fortes. O macho passa a ter a única finalidade de copular, morrer e servir de comida para as crias. A participação do macho na continuidade da espécie termina ali!


Da mesma forma, na hipótese de termos fêmeas superiores aos machos, estes últimos seriam reduzidos a meros doadores de esperma. Toda a participação do macho na evolução da espécie se resumiria em copular e sumir. Seria provável, ainda, que as fêmeas dizimassem os machos ditos "inferiores", ou os reduzissem a meros operários assexuados. Apenas os machos "superiores" seriam usados para reprodução. É mais ou menos o que ocorre com as formigas e abelhas. Apenas a rainha e alguns machos podem copular. O resto vira operárias assexuadas, cujo único objetivo na vida é servir à rainha.

Este cenário pode parecer ficção científica, pode parecer filosófico demais. O que talvez você não tenha se dado conta é que este cenário é justamente o que estamos vivendo na atualidade. Este cenário das super-fêmeas está aí, na sua cara, e você talvez ainda não caiu na real!

Observemos o mundo atual. Cada vez menos as mulheres dependem dos homens. Cada vez mais elas são maioria nas faculdades. Cada vez mais elas tomam conta dos melhores empregos. 

Cada vez mais o estado procura oferecer segurança e conforto a elas! Veja quantas leis estão aí para proteger exatamente elas! Observe a quantidade absurda de políticas sociais criadas exatamente para assisti-las. As feministas, no passado, reinvindicaram direitos iguais. Hoje, elas já têm mais direitos que os homens. E continuam ganhando mais e mais direitos.
Na sociedade moderna, a fragilidade feminina não mais cria dependência dos homens. Se, antes, a mulher aceitava a presença masculina por necessidade, hoje, ela não precisa mais aceitar presença masculina alguma! Se, antes, ela selecionava homens dispostos a compromisso sério (e que proporcionassem proteção), hoje, o homem se tornou mero instrumento de lazer!

As mulheres de antigamente viam o casamento como algo a ser preservado pelo resto da vida. Elas sabiam que aquele sujeito era necessário para manter não só elas, mas também os filhos. E sabiam, também, que seria aquele sujeito que iria mantê-las na velhice. 

Nos dias de hoje, a mulher não precisa segurar casamento nenhum. E não segura simplesmente porque não precisa mais do homem. 90% dos divórcios são pedidos por elas, e a razão, para mim, está bem clara.

Mesmo nos casos em que ela não trabalha, ela pode, simplesmente, pedir judicialmente uma pensão para o homem pelo resto da vida e, assim, poder descartá-lo sem maiores problemas.

Imaginemos dois cenários. No primeiro, a viúva negra usa o corpo do macho para alimentar os filhotes. No segundo, o ex-marido é sugado mediante pensão alimentícia para a mulher sustentar os filhos (e a si própria). Pergunto: qual é a diferença entre os dois cenários na sua opinião?

Imaginemos outros dois cenários. No primeiro, operárias assexuadas sustentam a rainha, chegando a morrer, se necessário, para protegê-la. No segundo, a mulher tem um monte de miguxos que fazem de tudo para agradá-la, enquanto ela faz sexo com algum falastrão qualquer na balada. Pergunto novamente: você vê alguma diferença entre os dois cenários???


Nos dias de hoje, para as mulheres, os homens só têm duas finalidades: servir de "alimento para os filhotes" (da mesma forma que o macho da viúva-negra) ou se tornar miguxo assexuado e virgem que faz todas as vontades dela sem receber nada em troca (a exemplo das abelhas operárias). Pergunto a você: algum destes dois te parece interessante? Pois é, para mim, também, nenhum dos dois cenários parece agradável.

Resumindo o texto: as mulheres modernas não precisam mais de sua proteção

Você, homem, carrega dentro de si o instinto de protegê-las. Sugiro que você o faça morrer dentro de si! Ao invés de pensar em proteger as queridas mulheres, é melhor você pensar em proteger a si próprio! Pense em crescer, em se desenvolver, e dane-se o resto! Se torne egoísta! Isso vale, inclusive, para os religiosos!

E quanto às viúvas negras, elas que se virem com a independência delas! Deixe que elas se enforquem na própria teia que criaram!

Intercâmbio, Albergues, mochiladas e muita putaria...

Por Doc Cavera

Pois é camaradas,

O assunto a ser tratado aqui é sério, muito sério...

Muitos de nós aqui, homens honrados trabalhadores, talvez por falta de oportunidades ou falta mesmo de dinheiro na vida sequer saímos do país pra podermos travar contato com outras culturas...





Infelizmente, a vida não é dôce para com muitos...

Mesmo assim, hoje dia está cada vez mais fácil um mediano ou uma mediana realizar a tão famosa viagem de intercâmbio para o exterior, seja para ficar em albergues como mochileiro, seja pra ficar hospedado na casa de uma "papai" e "mamãe" gringos (ridículo isso)...




Pois é cambada de macho, acredito que pra maioria a vida não sãi flores e, intercâmbio não faça parte de muitas realidades de vida por aqui.

Mas o fato é que tem muito papai bonzinho e provedor que fica ralando no trampo aqui no Brasil pra mandar a filha curtir piroca de gringo na Europa, nos Estados Unidos e até na África...

Disso eu posso falar com conhecimento, pois o que tem de caso de santinha topizinha de família que sai do Brasil e vai rodar em pica de gringo lá no exterior não está no gibi...




Por trás de todo esse programa "pedagógico" que serve de fachada pra aprender idiomas ou fazer cursos de curta duração, está o desejo feminino de internacionalizar/compartilhar a vagina com o maior número de parceiros, de modo a preservar a reputação de santa em seu país de origem...

Isso sem falar nas possibilidades de praticar orgias como sexo grupal e regadas a muito bukake, sem falar que dar o cú nessas situações chega a ser trivial...




É meu amigo, por trás dessas carinhas aí, nos bastidores, muita porra rolou e ainda vai rolar nas bocas e nos cús dessas mulheres que vão pra esses intercâmbios...

Por isso eu sempre digo: "Intercâmbio de cú, é rôla!!!"

Essas meninas aproveitam literalmente tudo do sexo lá fora, pra depois voltarem "santas" semi-virgens e, alguns anos depois, casarem com o primeiro pangaré que aparecer...